MILITARES SE REBELAM NO NORTE DA VENEZUELA, MAS SÃO RENDIDOS

Um grupo de militares do chamado Forte Paramacay, no estado de Carabobo, na Venezuela, promoveu um levante neste domingo (6) contra o governo de Nicolás Maduro, mas acabou rendido por outros membros das Forças Armadas, segundo o dirigente chavista Diosdado Cabello. A informação é da Agência EFE. Em um vídeo, um grupo de aproximadamente 20 homens usando uniformes militares e armados acompanham um porta-voz que se identifica como “capitão Juan Caguaripano” e “comandante da operação David Carabobo”. Ele se declarou “em rebeldia” contra “a tirania assassina de Nicolás Maduro”. Além disso, ressaltou que não se trata de um “golpe de Estado”.

A LUTA POR UM PARLAMENTO INDEPENDENTE!

por Ângelo Coronel*

 

 

 

A sociedade está chegando no limite da paciência para com os poderes constituídos. Os poderes a cada dia vêm perdendo a credibilidade. Estamos no olho do furacão. Todos devem fazer exame de consciência e começar a mudar as atitudes, focando sempre no bem estar da sociedade.

Como parlamentar, defendo que o Poder Legislativo não deva se curvar e tornar-se capacho do Executivo. Tudo o que o Executivo planeja e realiza (empréstimos/convênio para construção de estradas/hospitais/escolas, equipamentos para seguranca, etc), depende da aprovação/autorização do Poder Legislativo, pois sem ela o Poder Executivo deixa de executar.

Qual o chefe de Poder Executivo no Brasil que, quando em público, fala: “Essa obra só está sendo possível realizar pois o Parlamento aprovou?”. Na Bahia, todos os governantes que por aqui passaram, com raríssimas exceções, fizeram alguma menção em público sobre a parceria com o Poder Legislativo.

A sociedade deve ser informada de que o Legislativo é sócio “Fifty-Fifty” quando houver o sucesso nas ações executadas pelo Poder Executivo, proveniente das nossas prévias aprovações/autorizações. Basta de sucesso unilateral.

Não executamos, mas damos o direito e autorização para executar. O Parlamento independente deve ser convidado, previamente, para participar dos debates visando sempre buscar ações que objetivem o bem-estar da sociedade. Na essência, esse deve ser o papel do Parlamento, além do de fiscalizar.

Os governos (Federal, Estaduais e Municipais) preferem o Parlamento fraco e subserviente e acham que, com algumas migalhas, se apropriam do Legislativo. E a pior constatação: na maioria dos Estados…é a verdade.

A independência de um Parlamento não significa briga e sim buscar o respeito mútuo, pois quando há esse respeito a harmonia será sempre imperiosa. Mas quando esse respeito é relegado a cizânia entre os Poderes começa a andar em passos largos.

Os 180 dias que completei estando de plantão à frente da Assembleia Legislativa do nosso Estado tenho tentado mudar esse conceito, apesar de ter encontrado algumas resistências. Mas sinto nos olhos, nos gestos e nas palavras da maioria dos colegas a vontade e a determinação de buscarmos a nossa alforria parlamentar.

Tenho a convicção de que já avançamos muito e já começamos a ganhar o respeito da sociedade, não só com as atividades parlamentares, mas com nossas ações sociais, já com repercussão em outras Assembléias do Brasil. A ALBA, nesse novo tempo e com novas atitudes, está fazendo a sua parte no sentido de dar início ao resgate da classe política.

Ainda se tem tempo. É só querer!

* Angelo Coronel é deputado estadual pelo PSD e presidente da Assembleia Legislativa da Bahia.

AMERICA LATINA SUSPENDE DIREITOS POLÍTICOS DA VENEZUELA NO MERCOSUL POR ROMPER A DEMOCRACIA

“Não importa o que se perca de comércio. O que estamos a dizer aqui é: você não pode matar seu povo, não pode cassar direito”, afirmou o chanceler argentino Jorge Faurie.

Suspensa do exercício de membro do Mercosul desde dezembro por descumprir obrigações com as quais se comprometeu em 2012, a Venezuela agora recebeu uma nova sanção por “ruptura da ordem democrática”.

A decisão foi aprovada por unanimidade de dirigentes da America Latina e anunciada neste sábado (5), após uma reunião em São Paulo, da qual participaram representantes do Brasil, da Argentina, do Uruguai e do Paraguai, os quatro países fundadores do bloco.

Com a medida, a reintegração da Venezuela fica mais complicada. Mesmo que passe a cumprir todos os acordos de 2012, o Mercosul só voltará a incorporar o país depois de “restaurada a ordem democrática”, afirmou o documento da reunião.

“Desde que o governo venezuelano enveredou por um caminho que o levou a se afastar cada vez mais da democracia, nossos países, em diversas instâncias, manifestaram preocupação”, afirmou o chanceler brasileiro Aloysio Nunes.

A decisão foi baseada na cláusula do Protocolo de Ushuaia, assinado em 1996, que afirma que os países do bloco devem respeitar a democracia para fazer parte.

A medida coloca o governo de Nicolás Maduro em uma situação ainda mais isolada em relação aos seus pares latino-americanos.

O comunicado não prevê sanções comerciais, mas cada país pode decidir por retaliações próprias conforme seus acordos bilaterais.

Segundo Nunes, o Brasil não suspenderá a exportação de alimentos para a Venezuela, porque agravaria a crise humanitária. O protocolo de Ushuaia não prevê a expulsão de um membro do Mercosul.

“Queremos que a Venezuela volte. Esse é o objetivo. Queremos que ela se reencontre com a democracia”, afirmou o chanceler brasileiro.


 

Declaração de Maduro

Em pronunciamento à Rádio Rebelde da Argentina, Maduro afirmou que “nunca vão tirar a Venezuela do Mercosul”. “Somos Mercosul de alma, coração e vida. Algumas oligarquias golpistas, como a do Brasil, ou miseráveis, como a que governa a Argentina, poderão tentar mil vezes, mas sempre estaremos aí”, disse.

Ele também acusou o presidente argentino Mauricio Macri de estimular um bloqueio comercial e político contra seu país.

“O Macri não só destrói o povo e agride a classe trabalhadora argentina (…), mas também é a ponta de lança da agressão e agora o porta-bandeira da busca por um bloqueio econômico, financeiro, comercial e político como o que fizeram a Cuba nos anos 60”, afirmou.

CANTOR E COMPOSITOR LUIZ MELODIA MORRE AOS 66 ANOS NO RIO DE JANEIRO

O cantor e compositor carioca Luiz Melodia morreu na manhã desta sexta-feira (4), no Rio de Janeiro, por complicações decorrentes de um câncer na medula. A informação é do colunista musical do G1, Renato Piau, guitarrista que já tocou com o músico. Há pouco mais de um mês, Melodia havia celebrado uma melhora e sua alta médica, após três meses internado no Hospital Quinta D’Or, no Rio de Janeiro, onde se tratava e chegou a fazer um transplante de medula óssea. Segundo o G1, o artista não respondeu bem à quimioterapia e seu estado de saúde agravou na última quinta-feira (3). Durante o tratamento contra o câncer, a casa de Luiz Melodia foi invadida por assaltantes encapuzados, que levaram parte de acervo do músico e amarraram seu filho. Nomeado cidadão soteropolitano, em 2011, o artista chegou a dizer ao Bahia Notícias que o título veio tarde. “Meu primeiro acesso a Salvador foi quando eu conheci o Wally Salomão, uma pessoa muito bacana, um baiano, e depois quando conheci a minha esposa, Jane [Reis]. Eu sou um cara baiano, um ‘baioca’, por isso a brincadeira [risos]”, disse Melodia, cuja esposa tem raízes em Jequié, onde dividindo com Salvador, chegou a viver por um tempo nos anos 1980.

13ª SEMANA ESPÍRITA DE JEQUIE

“Espiritismo e Educação:uma nova percepção de mundo”

O Movimento Espírita de Jequié, convida a comunidade regional para participar da 13ª Semana Espírita de Jequié, que acontecerá de 14 a 20 de agosto de 2017, sempre às 20 horas, com abordagens sobre o tema “Espiritismo e Educação: uma nova percepção de mundo”, com conferências, debates com a participação de estudiosos espíritas da Bahia e de outros estados, culminando com o Seminário no sábado, a partir das 14:30h, em torno do tema “Trajetória Evolutiva: estar humano e ser espiritual, com Lisiane Bahia, de Salvador.

Na quarta feira 16/8, Ana Luiza Gusmão, Sheila Daniela Nascimento, sob a mediação de Jussara Midlej, estarão na “Mesa Temática” discutindo  o lar, como primeira escola do ser.

A abertura, no auditório do CEEP, antigo IERP será às 20 horas do dia 14 de agosto, quando o professor e palestrante espírita, Emilson Piau abordará o tema “Existirmos, a que será que se destina”?

Adenauer Marcos é um dos nossos convidados para falar sobre “A vivência do cristianismo na contemporaneidade”. Será no C.E. Bezerra de Menezes na sexta feira (18).

Imperdível.

Venha viver conosco momentos de aculturamento e emoção.

DEPOIS DA REJEIÇÃO, DEPUTADOS LIVRAM TEMER DE DENÚNCIA POR CORRUPÇÃO E BARRAM INVESTIGAÇÃO NO STF

A Câmara Federal aprovou na noite desta quarta-feira (2) o relatório da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), de autoria do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomendava a rejeição da denúncia da Procuradoria Geral da República por crime de corrupção passiva contra o presidente Michel Temer.

Esse resultado livra Temer de responder a processo no Supremo Tribunal Federal por corrupção. Agora, Temer responderá no STF somente após a conclusão do mandato, em 31 de dezembro de 2018. O procurador-geral Rodrigo Janot, porém, deverá apresentar outra denúncia contra Temer, por organização criminosa e obstrução de justiça.

Segundo a secretaria da Câmara, votaram 492 deputados dos 513 deputados: 263 a favor do relatório, 227 contra e duas abstenções. Houve 19 ausências. Ainda de acordo com o órgão, um deputado – Adail Carneiro (PP-CE) – está licenciado para tratamento de saúde e não houve convocação de suplente. Com base no regimento da Câmara, o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) não votou. Leia mais em http://g1.globo.com/politica/noticia/votacao-denuncia-temer-camara.ghtml

Com o grifo para os que são votados na região, veja como votaram os deputados baianos:

Afonso Florence (PT) – NÃO

Alice Portugal (PCdoB) – NÃO

Antonio Brito    (PSD) – NÃO

Antonio Imbassahy (PSDB) – SIM

Arthur Oliveira Maia (PPS) – SIM

Bacelar (PTN) – NÃO

Bebeto (PSB) – NÃO

Benito Gama (PTB) – SIM

Cacá Leão (PP) – SIM

Caetano     (PT) – NÃO

Claudio Cajado (DEM) – SIM

Daniel Almeida (PCdoB) – NÃO

Elmar Nascimento (DEM) – SIM

Erivelton Santana (PEN) – SIM

Félix Mendonça Júnior (PDT) – NÃO

Fernando Torres (PSD) – NÃO

Irmão Lazaro (PSC) – NÃO

João Carlos Bacelar (PR) – SIM

João Gualberto (PSDB) – NÃO

Jorge Solla (PT) – NÃO

José Carlos Aleluia (DEM) – SIM

José Carlos Araújo (PR) – SIM

José Nunes (PSD) – NÃO

José Rocha (PR) – SIM

Josias Gomes (PT) – NÃO

Jutahy Junior (PSDB) – NÃO

Lucio Vieira Lima      (PMDB) – SIM

Márcio Marinho (PRB) – SIM

Mário Negromonte Jr.  (PP) – SIM

Nelson Pellegrino (PT) – NÃO

Pastor Luciano Braga   (PRB) – SIM

Paulo Azi (DEM) – SIM

Paulo Magalhães (PSD) – NÃO

Roberto Britto (PP) – SIM

Ronaldo Carletto (PP) – AUSENTE

Sérgio Brito (PSD) – NÃO

Uldurico Junior (PV) – NÃO

Valmir Assunção       (PT) – NÃO

Waldenor Pereira (PT) – NÃO

CONTABILISTA FERNANDO CAFEZEIRO MORRE EM JEQUIÉ. DECRETADO LUTO OFICIAL NO MUNICÍPIO

Foi sepultado na tarde desta quarta feira (2), o corpo do contabilista Fernando Cafezeiro. El Faleceu ontem, terça-feira (01) às 16h25, no Hospital Santa Helena em Jequié.

Profissional competente, homem correto, Fernando é pai de Marla Cafezeiro Suzarte, primeira dama do município de Jequié. Muito consternado, o prefeito de Jequié, Sergio Suzarte, decretou luto oficial e a Câmara Municipal suspendeu a sessão de abertura dos trabalhos legislativos nesta terça e a sessão ordinária da quarta-feira, 02, em sinal de luto pela morte deste jequieense comedido, gentil, de muitos amigos, Fernando Cafezeiro, membro de uma família numerosa e tradicional de Jequié, sempre participando da vida econômica, política, social e administrativa do município. Seu irmão, Raimundo, foi deputado estadual e combativo homem público. Seus sobrinhos, Tadeu Cafezeiro e Sérgio Cafezeiro, respectivamente, presidente do Conselho Comunitário de Jequié e Desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia, são alguns dos exemplos.  O corpo de Fernando Cafezeiro, foi velado no Centro de Evangelização e Unidade-CEU, de onde saiu o féretro para o Cemitério São João Batista.

JEQUIEENSE ASSUME VICE-PRESIDÊNCIA DE OPERAÇÕES DOS CORREIOS

Miguel Martins Jr. passa a ocupar um dos postos mais importante de direção dos Correios

O jequieense Miguel Martinho Junior assumiu na quarta-feira, 26, em Brasília, o cargo de  Vice-Presidência de Operações dos Correios-VIOPE, um dos cargos mais importantes na hierarquia de comando dos Correios. Nos últimos anos, Martinho estava exercendo a chefia de gabinete da presidência da empresa, onde obteve reconhecimento pela sua competência, dedicação e profissionalismo, destaque obtido desde o seu trabalho na gestão da ECT na Bahia.  O novo Vice-Presidente dos Correios, é filho do comerciante e ex-vereador em Jequié, Miguel Martinho e sua assunção ao cargo na direção nacional vem sendo merecedora de muitos aplausos por parte dos seus conterrâneos

Informações Wilson Novaes Jr.

CANDIDATURA DE PINHEIRO A DEPUTADO FEDERAL DEIXA ROBINSON E AFONSO EM PÂNICO

Segundo a Tribuna da Bahia, a decisão do senador licenciado Walter Pinheiro, atual secretário estadual de Educação, de concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados deixa em pânico os deputados federais Afonso Florence e Robinson Almeida. Apesar de Pinheiro ter se desfiliado do PT, os três disputam votos na mesma corrente do partido, da qual o senador não se desvinculou mesmo depois da polêmica saída do PT. Na época em que anunciou o desligamento, Pinheiro foi duramente atacado por Robinson por meio das redes sociais.

MARCELO NILO, RONALDO CARLETTO, JOSÉ ROCHA E ZÉ RONALDO NEGOCIAM COM O PR COMPOSIÇÃO DA CHAPA 2018

A confirmação do ingresso de parlamentares federais e estaduais, além de prefeitos, no Partido da República – PR, deve fortalecer a legenda na disputa por mais espaço na reforma administrativa do governo já agora e principalmente na chapa com que Rui Costa (PT) vai concorrer à reeleição, em 2018. A entrada na agremiação do ex-presidente da Assembleia, deputado estadual Marcelo Nilo (PSL), por exemplo, deve colocá-lo naturalmente no campo dos que podem disputar no partido a indicação para uma vaga ao Senado, ao lado do deputado federal Ronaldo Carletto, que também discute a adesão ao PR, e do parlamentar republicano José Rocha. Outro que poderá disputar o mesmo espaço é o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, se deixar o DEM para se filiar à legenda. Neste caso, Ronaldo fortaleceria a ala republicana que defende uma aproximação com o prefeito ACM Neto (DEM), candidato natural da chapa oposicionista na sucessão do ano que vem. Animado com a movimentação, o presidente estadual do PR, José Carlos Araújo, antecipa, no entanto, que, antes de definir a indicação do partido a qualquer das chapas, o partido vai montar critérios, dos quais o primeiro é que o interessado esteja apto a concorrer. “Mas temos outros (critérios), a exemplo de pesquisas, número de prefeitos e apoios (que o candidato a candidato) venha a agregar dentro da agremiação”, afirma.

Informaçoes do política Livre

Veja o vídeo