MORRE EM SALVADOR, AOS 93 ANOS, DONA HILDETE LOMANTO

O casal Detinha e Lomanto com seus cinco filhos.

Faleceu, na noite de quarta-feira (22), em Salvador, aos 93 anos, a Sra. Hildete de Britto Lomanto, conhecida pelos baianos como Dona Detinha Lomanto. Ela morreu justamente no dia em que completa dois anos do falecimento o seu esposo e companheiro, o  ex-governador da Bahia, Antonio Lomanto Júnior.

Dona Detinha foi sempre uma presença marcante em toda a vitoriosa trajetória de Lomanto Júnior, desde que o seu jovem marido, então odontólogo recém-formado, se elegeu vereador na cidade natal de ambos, Jequié, mandato exercido de 1947 a 1950.

Primeira-dama da Bahia entre os anos de 1963 e 1967, Dona Detinha teve a sua vida marcada pelos trabalhos sociais que desenvolveu como presidente da Legião Brasileira de Assistência (LBA) na Bahia, que, posteriormente, deu origem às Voluntárias Sociais, e pela grande legião de amigos que conquistou ao longo da vida.  São filhos do casal, Antonio Lomanto Neto, o ex-deputado federal Leur Lomanto, Tadeu Antonio, Marco Antonio e Lilian Lomanto. Entre os 10 netos, eis que surge a liderança de Leur Lomanto Júnior para prosseguir na tradição de homens públicos da família, mantendo as lições absorvidas do seu pai e seu avô, de honradez, dedicação e lealdade aos princípios democráticos da família, que a partir do tronco, já conta com 12 bisnetos.

O velório acontece no Velatório Pax Internacional, em Jequié, de onde seguirá para sepultamento às 10h de sexta-feira (24) .

Escreva seu comentário