ESPÍRITAS REALIZAM EM SALVADOR O 17º CONGRESSO ENFOCANDO O TEMA “O IDEAL ESPÍRITA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA”

Divaldo Franco em conferência de abertura do 17º Congresso Espírita da Bahia

O coordenador geral do Congresso e presidente da FEEB André Luiz Peixinho

Com números impressionantes em relação ao espaço disponível, a Federação Espírita do Estado da Bahia realizou o seu 17º Congresso, agregando cerca de 2000 pessoas no espaço de convenções do Hotel Fiesta durante o período de quinta-feira (2) a domingo (5). Foram quase 1.800 inscritos de cerca de 200 municípios, sem contar, por não termos registro numérico, os visitantes de 10 estados da federação e de países como Paraguai, Uruguai, Estados Unidos, Suíça, Colômbia, Chile e Bolívia. Além disso, também esteve presente expressivo número de participantes que não frequentam qualquer instituição espírita, não apenas na solenidade que deu início ao evento, como nas diversas atividades ao longo do período.

Já na abertura, antes da marcante conferência de Divaldo Franco, transmitida para todo o Brasil através da FEBTV, com ampla e inteligente abordagem sobre o tema central do Congresso, aconteceu em produção esmerada, a apresentação eletrônica de aproximadamente 8 minutos, entremeada com performance artística e apresentação musical, relatando, em takes rápidos e concisos, a partir do século XIX com o nascimento espiritismo em 1857 pelo influente educador, tradutor, autor e mestre francês Hippolyte Léon Denizard Rivail, o Allan Kardec.

Em texto conciso e claro, demonstrou o processo de consolidação, através de pesquisas e experimentações, da doutrina dos espíritos, desde o lançamento de O livro dos Espíritos, também festejado e comemorado pelos seus 160 anos de existência.

Sob os olhares entusiasmados do presidente da Federação Espírita Brasileira, Jorge Godinho, dos  presidentes da Federação Espírita do Piauí, José Lucimar e do Rio Grande do Norte, Eden Lemos, entre outros convidados do presidente da Federação Espírita da Bahia, André Luiz Peixinho, o áudio visual prosseguiu demonstrando os conflitos humanos, a revolução francesa e a quebra de paradigmas com o iluminismo, contribuindo para a que a mensagem de paz e compreensão entre os homens atravessassem aquele conturbado século, até encontrar o fértil solo brasileiro onde o espiritismo floresceu e se consolidou no país que será, definitivamente, o coração do mundo e pátria do evangelho.

No decorrer dos dias, palestrantes convidados de todo o Brasil, abordaram vertentes variadas do tema central, trabalhadores espíritas confraternizaram, atualizando suas práticas sob a bandeira da unificação. Os conferencistas compartilharam seus conhecimentos e graças a inteligente metodologia de interatividade, acabaram por também acrescentar novas informações e aprendizagens, numa positiva simbiose de fraternidade e cultura.

O encerramento, não menos emocionante, fez com que os organizadores do 17º Congresso Espírita do Estado da Bahia, através de inteligentes e oportunas abordagens, descobrissem um jeito novo de agradecer aos trabalhadores voluntários, que desfilaram de mãos dadas, alvo das homenagens através da música e dos cumprimentos dos congressistas. As despedidas foram improvisadas, também através das histórias e trechos evangélicos narrados e discutidos por eloquentes conferencistas, com recorrentes momentos de profundo enlevo. A música, na voz da excelente Margareth Áquila elevou o clima vibratório de intensa emoção, ao tempo o poema “A Magna Amizade – A Despedida entre mestre e discípula”, página a página ia sendo exibido nos três telões do salão Íris e reproduzido nos telões do salão Lótus, em outro andar. Não apenas na elaboração da programação, na seleção dos conferencistas convidados, juntamente com sua equipe de excelência, André Peixinho se superou!

2 Respostas to “ESPÍRITAS REALIZAM EM SALVADOR O 17º CONGRESSO ENFOCANDO O TEMA “O IDEAL ESPÍRITA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA””

  • José Carlos Santana says:

    Parabéns pelo belo texto que sintetiza os momentos de enlevo, de espiritualidade,de reecontro das amizades forjadas através das vidas sucessivas, agora trilhando os caminhos de Jesus pela magnanima Doutrina Espírita, farol da humanidade.

  • Jussara says:

    Excelente evento, descrito com muita fidelidade: momentos de emoção e metacognição, entremeados por reencontros valiosos, foram a tônica de dias felizes. Ha esperanças!

Escreva seu comentário