Archive for abril, 2016

PV DE JEQUIÉ PROMOVE SEMINÁRIO E DISCURSO DO SENADOR ALVARO DIAS EMPOLGA PARTICIPANTES

CAM00108CAM00109CAM00103

O encerramento do ciclo de palestras e seminários promovidos pelo diretório municipal do Partido Verde em Jequié foi um sucesso. Com o plenário da Câmara de Vereadores lotado, o Senador da República Álvaro Dias (PV-PR) foi aplaudido de pé nesta sexta-feira, (29).

CAM00117Discorrendo sobre o tema central do seminário, “Conjuntura Política Nacional” o líder do PV no Senado fez um relato didático e profundo do momento porque passa o país na esfera federal, com reflexo nos estados e municípios.

Por sua vez, o Partido Verde de Jequié conseguiu atrair significativo número de convidados, agregou presidentes de vários partidos que fazem oposição ao PT e aliados, reuniu cerca de 10 pré-candidatos a prefeito de Jequié e de outras cidades da região, numa grande movimentação política.

Oriundo do PSDB, Álvaro Dias deixou o protagonismo de uma grande legenda para filiar-se a um partido menor que, em crescimento, goza de grande prestígio no seio da sociedade brasileira em função do seu comportamento ético e progressista na defesa dos princípios democráticos e, sobretudo, do meio ambiente.

Convidado pelos Verdes locais, capitaneados pelo presidente estadual da legenda, Ivonilson Gomes, Álvaro Dias foi recepcionado por integrantes de vários partidos, contando inclusive com a presença, além do deputado federal do PV baiano, Uldurico Pinto Filho e de velhos amigos como Leur Lomanto e o deputado federal Arthur Maia, também dos deputados estaduais Leur Lomanto Júnior e Sandro Régis, do ex-deputado estadual Ewerton Almeida, o Ton Legal, bem como o anfitrião e pré-candidato Verde a prefeito de Jequié, Dr. Fernando Vieira.

Assim, representantes do DEM, PSDB, PMDB, PPS, PROS, PSDC, PSB e PSC estiveram presentes ao evento, com comitivas de número variado além de membros isolados da comunidade jequieense.

Depois de ouvir alguns oradores inscritos, Álvaro Dias começou seu pronunciamento homenageando o professor e

Domingos Ailton

Domingos Ailton

jornalista Domingos Ailton, um dos fundadores do Partido Verde, não apenas em Jequié, mas, principalmente, como membro do primeiro diretório do partido na Bahia. Em seguida, discorreu com uma cronologia rigorosa da trajetória do Partido dos Trabalhadores desde a sua fundação até a conquista do poder e seu posterior desvio de conduta, decepcionando grande parcela da população brasileira ao trocar os seus projetos sociais e de ascensão do trabalhador brasileiro, por um reles projeto de poder à custa dos volumosos recursos  advindos dos cofres do Estado através dos empreiteiros amigos e parceiros.

Adiante, Álvaro Dias teceu comentário sobre as mentiras da presidente Dilma quando candidata à reeleição e o debacle da economia logo após os resultados das eleições, bem como o volume de dinheiro aportado em obras de países vizinhos como a Venezuela, Cuba e demais nações alinhadas com o bolivarianismo.

Opositor ferrenho ao governo federal e, segundo ressaltou, a todos os atos eivados de indecência e desonestidade, o senador afirmou, durante os questionamentos na entrevista coletiva que concedeu momentos antes da conferência, que vai votar pelo afastamento da presidente Dilma, pois tem convicção de que a mandatária cometeu crime de responsabilidade, considerando uma falácia de defesa sem argumento a existência de um golpe em curso no Brasil.

Foi um discurso elegante e inteligente o pronunciamento do senador paranaense que foi por duas vezes governador do seu estado e, quem sabe, um nome que a legenda dispõe hoje para uma candidatura a presidente da República.

O ponto negativo da memorável noite de 29 de abril, foi a manifestação realizada na porta do prédio da Câmara Municipal de Jequié, durante a palestra, de um grupo de pessoas, que, portando  tambores, carro de som e cartazes realizou uma manifestação sem maiores consequências, repetindo palavras de ordem e chamando o senador Álvaro Dias  de golpista. Uma pena que tenha sido quebrada a sagrada tradição do jequieense de receber visitantes de qualquer natureza ideológica ou matiz partidária, com gentileza e cortesia.

Flagrantes de alguns dos pré-candidatos:Alguns precandidatos

PRESIDENTE DE COMISSÃO PEDE CASSAÇÃO DE BOLSONARO

A denúncia é sobre a homenagem que Bolsonaro fez ao torturador Carlos Brilhante Ustra, durante a votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff

Jair Bolsonaro, no momento do seu voto pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff

Jair Bolsonaro, no momento do seu voto pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff

O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minoria da Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), protocolou nessa sexta-feira (29) mais um pedido de abertura de processo de cassação, por quebra de decoro parlamentar, do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

A denúncia é sobre a homenagem que Bolsonaro fez ao torturador Carlos Brilhante Ustra, durante a votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Sob a mesma alegação, outros dois pedidos já foram protocolados na mesa diretora da Casa contra o parlamentar, do Partido Verde (PV) e da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro.

Nesta semana, cinco partidos políticos e o Instituto Vladimir Herzog protocolaram na Procuradoria-Geral da República (PGR) uma representação contra Bolsonaro, em que pedem a apuração de responsabilidade criminal, civil e administrativa. “Perderam em 1964, perderam agora em 2016”, disse Bolsonaro no início de sua fala, fazendo uma referência ao golpe militar.

“Contra o comunismo, pela nossa liberdade, contra o Foro de São Paulo, pela memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, o pavor de Dilma Rousseff, pelo exército de Caxias, pelas Forças Armadas, o meu voto é sim”, finalizou ao anunciar o seu voto a favor do impedimento da presidente da República.

Entre 1970 e 1974, o coronel Brilhante Ustra foi chefe, em São Paulo, do DOI-Codi do II Exército, órgão de repressão política tido como um dos mais cruéis durante a ditadura no Brasil.

Nesse período, a então militante política Dilma Rousseff esteve presa na capital paulista. Ustra, denunciado por perseguições, torturas e assassinatos de opositores ao golpe de 64, foi declarado torturador pela Justiça.

Informações: G1

UNEB PERDE O PROFESSOR PAULO MACHADO

Paulo-Machado2A Reitoria da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) distribuiu nota de pesar externando o mais profundo sentimento pelo falecimento do professor, ex-secretário municipal da Educação, ex-vice-prefeito e ex-prefeito de Senhor do Bonfim, Paulo Batista Machado, na noite de ontem (29), em hospital de Salvador.

O velório está sendo realizado neste sábado, na Câmara Municipal de Senhor do Bonfim, e o corpo será sepultado amanhã (1°), às 11 horas, no cemitério da cidade.

Paulo Machado foi diretor do Departamento de Educação (DEDC) do Campus VII, em Senhor do Bonfim, e prefeito desse município no quadriênio 2009-2012. Casado com Neuza Dione, o casal teve seis filhos: Wellington, Wilma, Camila, Carolina, Felipe e Paulo Segundo.

Professor pleno da UNEB, Paulo Machado possuía sólida formação acadêmica: mestrado em Educação pela UFBA, doutorado em Educação pela Université du Québec à Montréal (UQAM/Canadá) e pós-doutorado também em Educação pela UFBA.

Muito estimado pela comunidade acadêmica e bonfinense, Paulo Machado nasceu em 12 de fevereiro de 1949 na região de Itabuna, mas, como dizia, “se eu fosse escolher, teria escolhido para nascer em Senhor do Bonfim”.

“Toda a comunidade unebiana e bonfinense está muito entristecida com o falecimento de Paulo Machado. Ele marcou sua trajetória docente e profissional pela competência, idoneidade, ética e grande desprendimento, sempre se dedicando a promover o bem comum da sua coletividade, seja na UNEB, seja no município. Nossa universidade, e em especial o DEDC do Campus VII, só tem a agradecer a dedicação e o trabalho desse inesquecível professor e gestor”, destacou o reitor da UNEB, José Bites, que viajou hoje cedo para Senhor do Bonfim para se despedir do velho amigo e prestar solidariedade à família, amigos e à comunidade acadêmica.

O reitor Bites vai participar ainda hoje de uma homenagem do Departamento de Educação (DEDC) do Campus VII ao docente falecido.

Rica biografia

Em seu blog, Paulo Batista Machado conta um pouco de sua produtiva e múltipla trajetória de vida:

“Quanto a estudos e trabalho, já andei meio mundo: Seminário Menor Nossa Senhora de Lourdes (Senhor do Bonfim), Seminário Nossa Senhora do Bom Conselho (Amargosa) e Seminário Central da Bahia (Salvador), e fiz Teologia na Escola Teológica da Congregação Beneditina Brasileira, no Rio de Janeiro. Esses estudos me permitiram ser ordenado sacerdote católico apostólico romano aos 16 de julho de 1972, na Catedral de Senhor do Bonfim”.

Em nota, a Assessoria de Comunicação da UNEB – Ascom, complementa as informações sobre o professor, destacando que em 1981, Paulo Machado deixou o sacerdócio e se casou com Neuza Dione. Concluiu o curso de Filosofia na Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras, em São João Del Rei (MG). Fez licenciatura de História na Universidade Católica de Salvador.

Na carreira docente, foi diretor do Colégio Osvaldo Pereira (Saúde), do Ginásio Diocesano de Senhor do Bonfim, da Universidade Católica de Salvador e da antiga Faculdade de Educação de Senhor do Bonfim – atual Departamento de Educação (DEDC) do Campus VII da UNEB.

Poeta, historiador e cronista, publicou as seguintes obras: “Maricá meu amor”, Viagem (em coautoria com Wanderley Mendes), “Re-vivências”, Cartilha histórica sobre as origens de Senhor do Bonfim, “Dom Antônio Monteiro: um santo vela sobre nós”, “Senhor do Bonfim: minha rua, minha história”, “Notícias e saudades da Vila Nova da Rainha”, “Três longas poesias e alguns poemas curtos”, “Tijuaçu: uma resistência negra no semiárido baiano”, e “Introdução teórico-metodológica à Teoria das Representações Sociais”.

Foi presidente fundador da Academia de Letras e Artes de Senhor do Bonfim e membro da Academia de Letras e Artes do Estado do Rio de Janeiro, do Instituto Histórico de Niterói e do Ateneu Angrense de Letras e Artes, de Angra dos Reis.

Antes do mandato de prefeito de Senhor do Bonfim, foi vice-prefeito e secretário de Educação, Cultura e Esporte do município, além de presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação do Estado da Bahia.

A equipe e editoria desse blog se associam às homenagens ao estimado amigo e professor e compartilha desse momento de dor por que passam seus familiares, amigos e colegas.

CACAU PODERÁ TER O MAIOR DÉFICIT MUNDIAL EM 30 ANOS

cacau-gana

Ventos promissores sopram em direção a região cacaueira do Brasil. O tempo seco está prejudicando as lavouras da Costa do Marfim e Indonésia, e isto, pode contribuir para o aumento da escassez mundial de cacau tornando-a mais alta em três décadas, de acordo com a Olam International Ltd., a terceira maior processadora de grãos.

A produção mundial ficará aquém do consumo de 308.000 toneladas na temporada 2015-16 que terminou em setembro, disse Amit Suri, o chefe de operações da unidade de cacau da empresa. Isso seria a maior quebra desde a década de 1980 e a previsão para janeiro está acima de 122.000 toneladas.

A seca tem reduzido à produção nos dois principais produtores de cacau: Costa do Marfim e Gana. “Em 20 anos que trabalho com cacau isso nunca aconteceu. Nós temos visto uma mudança drástica na produção em período do ano, nunca visto antes”, disse Suri em entrevista nos escritórios da Olam em Londres. O preço futuro de cacau em Londres saltou 19% no ano passado graças ao fator climático El Nino que comprometeu a cultura no Equador e Indonésia.

Os agricultores da Costa do Marfim vão colher uma safra de 14% menor do que no ano anterior, enquanto a produção em Gana será inalterada, disse Suri. Há um risco de que as colheitas possam ainda ser menor do que a perspectiva da Olam, que se baseia em culturas arbóreas em vez de estimativas de amêndoas  que chegam nos portos, disse ele.

CHOCOLATEOs produtores do município de Ipiaú vibram com a nova fase da cacauicultura. Principalmente depois do êxito da iniciativa do médico e produtor de cacau Valney Pestana em congregar produtores da região em torno da Associação dos Produtores de Cacau e Chocolate do Médio Rio das Contas (APROC) , realizando o I Festival do Chocolate e III Agrocacau, que objetiva o incremento do beneficiamento de grãos, agregando valor à produção. A expectativa de instalação de pequenas fábricas de chocolate de qualidade renova as esperanças de dias melhores para a produção, que já foi a maior fonte de divisas do estado e um dos mais importantes itens de exportação brasileiro.

Fonte: Mercado do Cacau

NA GANGORRA DO PODER, VEJA QUEM PODE SUBIR E QUEM DEVE CAIR NA POLÍTICA BAIANA.

Geddel Vieira Lima afirma que com Temer não haverá retaliação ao governo da Bahia.

Geddel Vieira Lima afirma que com Temer não haverá retaliação ao governo da Bahia.

Assim como se espera a ascensão de muitos quadros da política baiana no novo governo, é grande a relação de políticos da Bahia e de indicados deles que deverão perder seus cargos na hipótese, muito provável, de o peemedebista Michel Temer (SP) assumir a Presidência da República no lugar de Dilma Rousseff (PT). Ela inclui desde o atual chefe de Gabinete da Presidência, o ex-governador Jaques Wagner, a quem o governador Rui Costa (PT) estuda dar uma secretaria de Estado, ao ex-secretário Ney Campello, atual vice-presidente de Rede de Agências e Varejo, indicado pelo PCdoB baiano. Há também indicados do PSD, PP e PR, que, no entanto, têm chances de permanecer na hipótese, que não pode ser descartada, de se alinharem com o PMDB de Temer, o que não faz parte dos planos do PT.

ACM Neto, Paulo Souto, Geddel Vieira Lima, Antônio Imbassahy, Jutahy Magalhães Júnior, Sandro Régis, Leur Jr, Hérzem Gusmão, são alguns dos oposicionistas históricos que serão beneficiados politicamente no caso de um governo peemedebista.

O ex-deputado Leur Lomanto, por exemplo, por seu amplo círculo de relações com os oposicionistas que comporão o novo governo, bem como sua enorme experiência e atuação nos bastidores, tem sido importante conselheiro político e analista  dos vários cenários que se delinearam ao longo desse processo envolvendo o PT e aliados.

Daí a aposta de muitos observadores de que esses nomes voltarão a ser uma peça importante no traçado e na condução política na Bahia, cuja expectativa é de que sofrerá mudanças radicais na composição de novas alianças e até na formatação das candidaturas a prefeito nas eleições de outubro.

Humilde e cauteloso, o ex-deputado federal Leur Lomanto não se considera, isoladamente, peça importante no processo, mas contribui como pode para a construção de tempos novos para o renascimento da esperança de dias melhores para a nação brasileira.

Veja abaixo lista parcial de quem deve ser guilhotinado num provável governo peemedebista:

 

– Jaques Wagner (PT), chefe de Gabinete da Presidência da República e ex-governador da Bahia

– Fernando Schmidt – Chefe de Gabinete de Jaques Wagner

– Robinson Almeida, Chefe de Gabinete da Secretaria Geral da Presidência, ex-secretário estadual de Comunicação e suplente de deputado federal do PT

– Juca Ferreira (PT), ministro da Cultura

– Pola Ribeiro (PT), da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura

– Cassiano Ferreira Filho (PT), Superintendente Regional da Infraero – indicado da deputada federal Moema Gramacho

– Wellington Resende, Delegado Regional do Ministério do Desenvolvimento Agrário – indicado do deputado federal Afonso Florence

– José Maria de Abreu (PT), da Superintendência Regional do Trabalho – indicado do deputado federal Luiz Caetano

– José Rebouças, Codeba – indicado do senador Otto Alencar (PSD)

– Josafá Marinho de Aguiar, DNOCS – indicado do senador Otto Alencar (PSD)

– Fernando Ornelas, Superintendência do IPHAN – indicado do deputado federal José Carlos Araújo (PR)

– Andréa Mendonça, Vice-presidente de Serviços dos Correios – indicado do deputado federal Félix Mendonça Jr. (PDT)

– Ney Campelo, Vice-presidente de Rede e Agências de Varejo – indicado pelo PCdoB

– Vicente Neto, diretor da Funasa na Bahia – indicado da deputada federal Alice Portugal (PCdoB)

– Carlos Alexandre Brandão, superintendência da Ceplac – indicado do deputado federal Roberto Brito (PP)

– Eva Chiavon, ministra interina da Casa Civil

– Codevasf Juazeiro – indicado do deputado federal Mário Negromonte Jr. (PP)

– Codevasf Bom Jesus da Lapa – indicado da senadora Lídice da Mata (PSB)

– SPU – indicado da ex-secretária da Casa Civil, Eva Chiavon

Fonte: Política Livre

SENADOR ALVARO DIAS ESTARÁ EM JEQUIÉ NESTA SEXTA, A CONVITE DO DIRETORIO MUNICIPAL DO PARTIDO VERDE.

Senador Alvaro Dias

Como parte integrante do programa de Seminários e Palestras desenvolvido pelo diretório municipal, o Partido Verde de Jequié promove o Seminário Conjuntura Política Nacional, com a presença do líder do PV no Senado da República, senador paranaense Álvaro Dias.

O evento, que faz parte, especificamente, do ciclo de seminários do programa Jequié Terceiro Milênio dos verdes jequieenses, será realizado às 19 horas, na câmara de vereadores de Jequié, nesta sexta-feira (29). Na oportunidade serão abordados, dentre outros temas a tramitação do processo de impeachment no âmbito do senado e qual o desdobramento da crise política vivida pelo Brasil.

Como até o momento o PV integra o conjunto de partidos que fazem declarada oposição à prefeita Tânia Britto, como o próprio G9 – formado por vereadores – espera-se a presença maciça dos líderes de partidos como o DEM, PMDB, PSDB, PPS, PRTB, PSB, PHS, PTC e PSDB, bem como seus simpatizantes, já que o evento programado pelo Verdes é um ato político de relevância para formar opinião.

Além da palestra, está programada um encontro entre o Senador Álavaro Dias (PV-PR) e os jornalistas de Jequié e região, um pouco antes do início da solenidade, nas dependências da Câmara Municipal de Jequié.

Além de ser o centro das atenções nas atividades da próxima sexta na Câmara de Vereadores, Álvaro Dias e demais membros do diretório municipal recepcionam no evento os deputados estaduais Leur Lomanto Júnior (PMDB) e Sandro Régis (DEM)

STF DECIDE MANTER MARCELO ODEBRECHT NA PRISÃO

Ministros entenderam que, solto, ele poderia obstruir investigações. Ex-executivos estavam presos havia dez meses devido à Lava Jato.

Marcelo Odebrecht

Brasília, 26 – Com um placar apertado, a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu negar o pedido de liberdade de Marcelo Odebrecht, ex-presidente da maior empreiteira do País. O empresário está preso desde junho do ano passado, em Curitiba.

Relator dos processos relativos à Operação Lava Jato na Corte, o ministro Teori Zavascki votou por manter o empreiteiro na prisão. O seu voto foi seguido pelos ministros Celso de Mello e Cármem Lúcia. Gilmar Mendes e Dias Toffoli votaram por aceitar o habeas corpus impetrado pela defesa. O placar terminou em 3 a 2.

Na mesma sessão, os ministros da 2ª Turma decidiram conceder o pedido de habeas corpus a dois ex-diretores da Odebrecht. Márcio Faria da Silva e Rogério Araújo passarão a cumprir a pena em regime domiciliar e terão que adotar medidas alternativas, como usar tornozeleira eletrônica, não voltar a trabalhar e entregar os passaportes.

Em seu voto sobre Marcelo Odebrechet, Teori afirmou que negava o pedido de liberdade porque o empresário havia tentado interferir nas investigações sobre o esquema de desvios da Petrobras. Gilmar Mendes, por sua vez, defendeu que a prisão era uma “medida excessiva”, porque não havia mais esse risco.

O advogado do empreiteiro, Nabor Bulhões, disse que vai recorrer da decisão e entrar com embargos declaratórios na Corte para que a Turma reavalie a sua decisão.

O julgamento sobre o caso de Marcelo Odebrecht já havia sido adiado duas vezes este ano. Em janeiro, em uma decisão monocrática, o presidente STF, Ricardo Lewandowski, havia negado o pedido de liberdade do empresário.

Em março, o empreiteiro foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a 19 anos e 4 meses de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa na Operação Lava Jato.

SALVADOR: ÔNIBUS COM AR-CONDICIONADO E WI-FI CUSTARÁ R$ 5; VEJA LINHAS

Frota executiva começou a circular  na capital baiana. São 44 veículos que contam ainda com banco acolchoado e bagageiro.

Onibus com wi fi em Salvador

A prefeitura de Salvador apresentou, semana passada, a nova frota de ônibus executivos da cidade, o “Connect Bus”. São 44 veículos equipados com ar condicionado, poltronas acolchoadas, bagageiro e serviço de Internet Wi-Fi.

As operações já começaram, com as linhas “Aeroporto – Centro Histórico” e “Salvador Shopping – Centro Histórico”, com a tarifa de R$ 5, sem direito a meia passagem, e com intervalo entre 20 e 30 minuto. As demais linhas ainda não têm data para início das operações.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), ao todo serão seis linhas que vão ofertar o executivos nos principais eixos de transporte da cidade como aeroporto, rodoviária, shoppings, hospitais, universidades, escolas e teatros. A total implantação deve acontecer de forma gradativa ao longo deste ano.

As linhas serão operadas pelas três concessionárias de transporte público na cidade: Salvador Norte (CSN), Plataforma e OT Transporte.

LINHAS

Aeroporto-Centro Histórico (Via Paralela)

Aeroporto, São Cristóvão (Salvador Norte Shopping), Paralela, Rodoviária, Bonocô, Arena Fonte Nova-Dique, Barris, Campo Grande, Praça da Sé.

Shopping Salvador – Centro Histórico

Avenida Tancredo Neves, Avenida ACM, Avenida Juracy Magalhães, Lucaia Shopping Itaigara, Avenida Manoel Dias da Silva, Avenida Oceânica, Avenida Centenário, Hospital Santo Amaro, Praça Lord Cochrane, Avenida Garibaldi, Avenida Leovigildo Filgueiras, Campo Grande, Teatro Castro Alves, Avenida Sete de Setembro, Praça Castro Alves, Rua Chile, Terminal Rua das Vassouras, Ondina, Rio Vermelho, Pituba.

Boca da Mata – Itaigara

Boca da Mata, Cajazeiras 10/5/4, Castelo Branco, BR-324, Avenida ACM, Caminho das Árvores, Paulo VI, Itaigara, Shopping da Bahia, Avenida Tancredo Neves.

Cabula VI / Bela Vista – Itaigara / Amaralina

Narandiba, UNEB, Shopping Bela Vista, Avenida ACM, Igreja Universal, Avenida Juracy Magalhães, Lucaia, Hospital Aliança, Shopping Itaigara, Avenida Manoel Dias da Silva, Amaralina, Bompreço do Rio Vermelho, Shopping da Bahia, Avenida Tancredo Neves (Shopping Salvador), Hospital Sarah, Rodoviária

Ribeira – Itaigara

Avenida Dendezeiros, Hospital Irmã Dulce, Calçada, Hospital Naval, Via Expressa, Avenida Heitor Dias, Rótula Abacaxi, Avenida ACM, Igreja Universal, Avenida Juracy Magalhães, Lucaia, Hospital Aliança, Avenida ACM, Shopping Itaigara, Shopping da Bahia, Avenida Tancredo Neves (Shopping Salvador), Hospital Sarah, Rodoviária.

Mirantes de Periperi – Shopping Bela Vista / Shopping Itaigara

Periperi, Avenida Suburbana, Viaduto dos Motoristas, Largo do Tanque, Avenida San Martin, Avenida Barros Reis, Rótula do Abacaxi, Shopping Bela Vista, Avenida ACM, Caminho das Árvores, Avenida Paulo VI, Praça Nossa Senhora da Luz, Shopping Itaigara, Shopping da Bahia, Avenida Tancredo Neves (Shopping Salvador), Hospital Sarah, Rodoviária.

O prefeito ACM Neto segue com sua determinação de dotar Salvador de alternativas de transporte público moderno e com o conforto que o baiano/soteropolitano merecem.

OBRA DE ELOMAR GANHA TESE DE DOUTORADO APROVADA PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ

elomar

Autor de uma obra musical inestimável e singular, o menestrel Elomar Figueira Melo ganhou mais um trabalho de análise de sua música e poesia, desta vez, a tese de doutorado “A constituição paratópica do discurso literomusical de Elomar Figueira de Mello”, defendida pela agora doutora Lia Raquel Vieira de Andrade, pela Universidade Federal do Ceará, Departamento de Letras Vernáculas, Programa de Pós-graduação em Linguística, Fortaleza (CE).

A boa nova foi compartilhada na página do Facebook feita para divulgar o trabalho do artista, pela jornalista e produtora Rossane Nascimento, que comemorou a informação passada pela própria Lia Raquel. “Aos malungos: Compartilhamos com felicidade por termos contribuído com mais uma pesquisa sobre a obra de Elomar Figueira Mello. Dentro das nossas singelas possibilidades, vamos construindo”, disse.

“Grande abraço e parabéns à pesquisadora que nos retornou com o trabalho finalizado. Poucos o fazem quando concluem a pesquisa. Fico feliz por ter contribuído de alguma pequena forma”, comemorou a jornalista.

Em seu resumo, a autora da tese diz que a pesquisa propõe a análise da obra literomusical do compositor Elomar Figueira Mello que na sua opinião se constitui paratopicamente dentro do campo da música brasileira. “A opção pelo estudo da obra de Elomar surgiu, em princípio, da constatação de que o compositor apresenta qualidades singulares na música brasileira: é autor de uma obra que contempla aspectos eruditos e populares retomados em um estilo musical inovador, sem, contudo, se comprometer com uma estética do novo. Ao contrário, é inovador por rebuscar o passado da história e da cultura do sertão, fazendo referências a elementos da herança erudita galego-portuguesa medieval, conservadas no cancioneiro popular nordestino e na literatura de cordel”, explica a autora.

Segundo Lia Raquel o resultado é o resgate da conexão entre a arte do trovador, do menestrel medieval e a do cantador sertanejo. O referencial teórico principal do presente trabalho é a Análise do Discurso, especificamente os estudos de Maingueneau na abordagem dos conceitos de paratopia, embreagem paratópica, interdiscurso e campo discursivo os quais relacionamos com as definições de posicionamento, gênero, interlíngua e cenografia. “Utilizamos ainda, como referencial teórico, os estudos de Nelson Barros da Costa sobre o discurso literomusical brasileiro”, lembra.

Lia Raquel ressalta que o objetivo principal deste trabalho é verificar como a paratopia, observada no código de linguagem e no investimento cenográfico das canções de Elomar, é um fator constitutivo do discurso literomusical do compositor, legitimando seu posicionamento na Música Brasileira. “Através da observação da embreagem paratópica, no plano verbal das canções, podemos identificar os elementos que conferem a paratopia do compositor, implantados na cenografia e no código de linguagem das canções analisadas”. Assim, mais uma obra nasce para apresentar uma das obras literais e musicais mais originais e peculiares do Brasil e que tem como autor um homem que escolheu a vida simples oferecida pela região da Gameleira, zona rural de Vitória da Conquista, onde cultua as figuras que compõem o sertão, onde da Casa dos Carneiros, continua a desenvolver sua obra.

Paratopia:  Conceito forjado para indicar um pertencimento impossível da instituição literária, explorando-o nas acepções de paratopia criadora e de embreagem paratópica. (Do livro “Discurso literário”,  obra  Dominique Maingueneau, professor de Lingüística na Universidade de Paris XII e respeitado especialista em Análise de Discurso. 

PROCESSO DE IMPEACHMENT DA PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF NO SENADO

O MANDATO EM JOGO

Entenda o caso:

SENADO FEDERAL

SUSPEITA

  • Crime de responsabilidade
    Segundo o pedido, para cumprir as metas orçamentárias, a presidente fez as chamadas ‘pedaladas fiscais’. Os juristas dizem que o Tesouro atrasou repasses para bancos que financiam despesas do governo (benefícios como o Bolsa Família e o seguro-desemprego). Os beneficiários receberam tudo em dia, pois os bancos assumiram os pagamentos dos programas sociais. Com isso, o governo registrou um alívio temporário no orçamento, mas a dívida com os bancos cresceu. Além disso, os juristas dizem que houve a edição de seis decretos, em 2015, que resultaram na abertura de créditos suplementares sem autorização do Congresso e que, com eles, a presidente ampliou os gastos em R$ 2,5 bilhões. O pedido também cita a Lava Jato e diz que Dilma negou que a situação da Petrobras era grave

DEFESA

  • A presidente nega ‘atos ilícitos’ e diz que são ‘inconsistentes e improcedentes as razões que fundamentam esse pedido’. ‘Não existe nenhum ato ilícito praticado por mim.’ A Advocacia-Geral da União diz que não houve irregularidades na manobra de atraso de pagamentos a bancos públicos e afirma que o procedimento já foi realizado anteriormente pelos governos Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. Sobre os decretos, o governo diz que eles estão ‘de acordo com a legislação’ e ‘não aumentaram as despesas da União’

AUTORES: HELIO BICUDO, MIGUEL REALE JÚNIOR E JANAÍNA PASCHOAL.

PRÓXIMOS PASSOS

senado-vota-impeachment