Archive for maio, 2015

JEQUIÉ: ALYSSON ANDRADE É O NOVO DIRETOR DO CENTRO DE CULTURA ACM

Alisson Andrade

Alysson Andrade

O produtor e gestor cultural, Alysson Andrade, é o novo diretor do Centro de Cultura ACM, cargo vinculado a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, em substituição a Sainonara Fernandes. O nome dele foi publicado na edição do 27/05/15, no Diário Oficial do Estado. O novo diretor já atuou como articulador cultural do Médio Rio das Contas pela Secretaria de Cultura do Estado em 2007;  diretor de Programas e Projetos da Secretaria de Cultura de Jequié nos anos de 2009 e 2010, com a implantação pioneira de editais de cultura no interior baiano; é membro titular do Conselho Municipal de Cultura, além de ter executado importantes projetos culturais em Jequié e em outros municípios da região. Fonte: Jequié e Região.

CONSU MANIFESTA APOIO À GREVE DOS DOCENTES DA UESB. ASSEMBLEIA VOTA PELA CONTINUIDADE DO MOVIMENTO

greve1greve2O Conselho Superior da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, órgão máximo na estrutura da UESB, através de Moção, declara publicamente o seu apoio ao movimento docente das universidades estaduais da Bahia.

“[…] Por reconhecer a crise enfrentada pelas Universidades Estaduais da Bahia – em consequência de  políticas governamentais – e, portanto, por entender serem absolutamente justas e propícias as reivindicações do movimento docente, o Conselho Superior da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia declara publicamente seu completo e irrestrito apoio à greve nas quatro universidades estaduais da Bahia”, conclui o documento. 

Prof. Dr. Paulo Roberto Pinto Santos, reitor da UESB e presidente do CONSU

Prof. Dr. Paulo Roberto Pinto Santos, reitor da UESB e presidente do CONSU

O presidente do Conselho Universitário – CONSU, o Prof. Dr. Paulo Roberto Pinto Santos, Reitor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia se posicionou sobre a greve deflagrada pelos professores da instituição, emitindo uma nota no dia 25 de maio apoiando o movimento docente.

Através da nota o Reitor reafirma que “as Universidades Estaduais da Bahia enfrentam uma grave crise, consequência de políticas do Governo Estadual da Bahia que, no entendimento deste Conselho, são completamente equivocadas. O Governo da Bahia pratica uma política de cortes e contingenciamentos, no orçamento de investimento, manutenção e custeio, e de subdimensionamento, no orçamento de pessoal”.

Ainda segundo o professor Paulo Roberto, “o constrangimento financeiro compromete as atividades de ensino, pesquisa e extensão das Universidades, das mais simples às mais complexas. Compromete seriamente também as políticas de permanência estudantil, aumentando significativamente a evasão de alunos e alunas”. Ele também aponta que “nos últimos dois anos, somente na UESB, apesar do aumento no número de cursos e matrículas, na graduação e na pós-graduação, os cortes e contingenciamentos perfazem cerca de R$ 14,9 milhões, uma inaceitável e incompreensível redução da ordem de 33% no orçamento de investimento, manutenção e custeio que, mesmo antes destas reduções, já era considerado modesto”.

A nota chama a atenção pelo posicionamento firme do responsável pela Uesb. Esta é a primeira vez que o reitor vem a público para se manifestar sobre um movimento grevista na instituição.

FOI UM RIO QUE PASSOU EM MINHA VIDA

Rio de Contas

Por Zé Américo*

 

Vem de lá
de cima.
Da Chapada
Diamantina.

Águas límpidas
Cristalinas
Bailarinas
Entre os lajedos.

E se vem assim
tão puras
É por tantas criaturas
Que necessitam viver.

E te vi assim tranqüilo,
Com seus poços e mistérios,
Respingando realezas
Sobre belas baronesas.
Nos remansos e correntezas
tua beleza se amplia.
Luz do dia, lua cheia
Em teu leito de areia
Refletindo a claridade
Repousando as entidades.

Abastecendo cidades
Serpenteias, serpenteias.

A paisagem abre caminhos
À tua longa viagem:
Piatã, Jussiape,
Ituaçú, Jequié,
Jitauna, Ipiaú
Barra do Rocha, Ubatã,
Gongogí ,Ubaitaba:
Taba das canoas
Dos índios tupinambás.

Colares, cocares,
Lugares e aves
Delicias nas ilhas
Encantam tão brancas

As contas nativas.
Plumas e pássaros
Cardumes tão rápidos
Encontro das águas:
Itacaré.
Maré, Oceano
Instantes distantes
Bandeirantes, diamantes …
Presente:Sei que pressentes o que vem adiante.

Vem de lá
de cima.
Da Chapada
Diamantina.

Águas límpidas
Cristalinas
Bailarinas
Entre os lajedos.

E se vem assim
tão puras
É por tantas criaturas
Que necessitam viver.

E te vi assim tranqüilo,
Com seus poços e mistérios,
Respingando realezas
Sobre belas baronesas.
Nos remansos e correntezas
tua beleza se amplia.
Luz do dia, lua cheia
Em teu leito de areia
Refletindo a claridade
Repousando as entidades.

Abastecendo cidades
Serpenteias, serpenteias.

A paisagem abre caminhos
À tua longa viagem:
Piatã, Jussiape,
Ituaçú, Jequié,
Jitauna, Ipiaú
Barra do Rocha, Ubatã,
Gongogí ,Ubaitaba:
Taba das canoas
Dos índios tupinambás.

Colares, cocares,
Lugares e aves
Delicias nas ilhas
Encantam tão brancas

As contas nativas.
Plumas e pássaros
Cardumes tão rápidos
Encontro das águas:
Itacaré.
Maré, Oceano
Instantes distantes
Bandeirantes, diamantes …
Presente:Sei que pressentes o que vem adiante.

(Ipiaú, 28/05/2015)

Zé Americo*José Américo da Matta Castro é jornalista e poeta

VEREADORES DE JEQUIÉ LEVAM REIVINDICAÇÕES AO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA

Elieser Pereira Filho, (Fiim) - Presidente da Câmara Municipal de Jequié

Elieser Pereira Filho, (Fiim) – Presidente da Câmara Municipal de Jequié

O presidente da Câmara de vereadores de Jequié Eliezer Pereira Filho juntamente com os vereadores Soldado Gilvan (PTdoB), Pé Roxo (PT), Manoel Gomes (PDT) e Deyvison Batista (PT), encontram-se em Salvador, onde nesta quarta-feira (27), foram recebidos em audiência pelo Secretário de Segurança Pública do Estado, Mauricio Barbosa onde entre outras demandas, entregaram um ofício relatando as questões relativas à Segurança Pública dos órgãos que atuam em Jequié e região –  9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior e  19º Batalhão de Polícia Militar, – visando a melhoria da qualidade dos serviços prestados pelo setor.

Além das reivindicações de ordem administrativa desses órgãos, os vereadores estão reivindicando estudos que resultem na criação,  na sede da 9ª Coorpin, de uma delegacia especializada de Homicídios ou Combate às Drogas e a designação de médico legista para completar a escala semanal da unidade do Instituto Médico Legal-IML, com a realização de autopsias nos finais de semana, sem a incômoda necessidade de remoção de cadáveres nos sábados e domingos de vítimas de mortes violentas para a cidade de Vitória da Conquista, onde são realizados os procedimentos da medicina legal. Na esfera do 19º Batalhão de Polícia Militar, os vereadores reivindicam ao Secretário de Segurança Pública do Estado, a ampliação do efetivo policial das unidades, para que possa suprir carências da cidade, distritos e povoados, a renovação da frota do Batalhão a partir da destinação de novas viaturas, o retorno do Centro de Formação para o 19º Batalhão, a implantação com sede em Jequié de uma Companhia Independente de Policiamento Especializado-CIPE e a ampliação do sistema de monitoramento eletrônico das vias públicas da cidade, com a instalação de câmaras nos bairros e nos acessos de entrada e saída de Jequié

Fonte: Lu Lélis Notícias – http://www.lulelisnoticias.com.br/

.

GREVE NAS UNIVERSIDADES: ASSOCIAÇÕES DE DOCENTES DECIDEM PERMANECER EM GREVE. UESB CONVOCA ASSEMBLÉIA PARA DIA 28

ADUSB convoca Assembleia para quinta (28)

ADUSB convoca Assembleia para quinta (28)

A Diretoria da Adusb está convocando ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se no dia 28 de maio de 2015 (quinta-feira), com primeira convocatória às 9h e segunda convocatória às 9h 30min, no auditório do Pavilhão de aulas Manoel Soares Sarmento, campus de Jequié, com a seguinte pauta:

  1. Informes;
  2. Avaliação da Reunião com o governo;

2.1 Mobilização e fortalecimento da greve: encaminhamentos;

  1. Comando de Greve

3.1 Atualização dos nomes;

3.2 Critérios para definir as atividades docentes que podem ser autorizadas: o indicativo do Comando e os destaques de inclusão de novos critérios;

3.3 Recursos à assembleia das deliberações da Comissão de Ética;

  1. Atualização dos nomes para os Grupos de Trabalho da Adusb;

A Associação dos Docente informa ainda que os interessados(as) em participar devem entrar em contato com a secretaria da Adusb de seu campus até a quarta (27) às 11:30.

GOVERNO TENTA CONFUNDIR OS DOCENTES DAS ESTADUAIS, MAS CAI EM CONTRADIÇÃO

Com o título acima, circulou o informe passado pelo MD – Movimento Docente, órgão dos manifestantes grevistas, os professores das universidades estaduais da Bahia, em razão da reunião mantida com os representantes do Governo do Estado da Bahia nesta segunda feira.

O Movimento Docente – MD vem a público desmascarar nota emitida, no dia 22/05/2015, pelo Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria de Educação – SEC e Secretaria de Administração – Saeb, intitulada “Carta da SEC e SAEB aos professores universitários”. Em sua “Carta”, o governo Rui Costa (PT), em mais uma tentativa de confundir a categoria, divulga informações incompletas e enviesadas. Com o selo do programa estadual “Um Pacto Pela Educação”, programa que esconde o projeto governamental de terceirização, bolsificação e privatização indireta da Educação Pública, a “Carta da SEC e SAEB aos professores universitários” procura “dourar” a (des)proposta apresentada pelo governo na reunião do dia 20/5/2015.

Veja o teor da carta enviada pelo governo do Estado aos docentes em greve:

  1. Sobre a proposta de alteração na “estrutura de cargos para assegurar o fluxo e maior quantidade de promoções”, o governo propõe remanejar vagas entre classes, sem alteração do número total de vagas no quadro e desde que não haja “comprometimento do equilíbrio orçamentário”. Esta não é a reinvindicação do MD, que defende o respeito aos direitos trabalhistas, através da desvinculação vagas-classes e ampliação do quadro docente. Nos termos da vergonhosa proposta apresentada pelo governo no dia 21 de maio, será permitida, em período de tempo não definido, a “redistribuição de até 20 vagas por Universidade”. Tal estratégia é imoral, pois tenta criar um clima de divisionismo na categoria, e sequer dará conta da atual demanda de direitos retidos, o que dizer da futura. Desta forma, é impossível assegurar qualquer expectativa de fluxo que atenda as atuais demandas.
  2. Com relação ao pagamento das promoções e progressões que estão na Saeb, a serem incluídas na folha de maio, é importante destacar que as mesmas somente ocorreram após a deflagração da greve docente. Isto forçou o governo a liberar direitos que estavam retidos na SAEB, que até então negava-se a suplementar o orçamento de pessoal para atender estes direitos trabalhistas. Cumpre ressaltar também que esta liberação está limitada, para promoções, pelo quadro de vagas. Em relação às progressões, o MD denuncia o descumprimento do Estatuto do Magistério Superior, já que, de acordo com o mesmo, este direito não depende de quadro de vagas nem de dotação orçamentaria. Desta forma, as progressões deveriam ser automáticas.

DIREITO NÃO SE NEGOCIA!

  1. O argumento do aumento de 10,3% no orçamento geral das universidades é uma manobra do Governo para não assumir a responsabilidade pela redução da rubrica de custeio e investimento, redução que totaliza R$ 19 milhões em dois anos, sem incluir os contingenciamentos. Destacamos que este “aumento” considera a folha de pagamento de pessoal que, além do crescimento natural das universidades, por lei não pode ser reduzida. E deve garantir minimamente a reposição integral da inflação.
  2. A proposta de minuta de lei da revogação da Lei 7176/97, apresentada pelo Governo no dia 20/05 do corrente ano, deve ser analisada com cautela, logo não é possível afirmar que a mesma “amplia a autonomia das Universidades”. Em todas as ADs já está em andamento um processo de análise e debate da minuta, para que uma síntese, articulada pelo Fórum das ADs, possa ser elaborada e apreciada pelas assembleias.

Reiteramos nossa insatisfação com o discurso falacioso do Governo, que tenta ludibriar a categoria e nega-se a avançar em nossa pauta, especialmente, no que diz respeito ao aumento no orçamento e à garantia dos direitos trabalhistas.

Nossa greve segue forte!

Fonte: Fórum das ADs

ROMBO NA PREVIDÊNCIA DEVE ATINGIR O MAIOR PATAMAR EM 6 ANOS

inssCom a deterioração do mercado de trabalho e sucessivas derrotas do pacote de ajuste fiscal no Congresso, o governo passou a projetar um salto do deficit da Previdência Social neste ano. De R$ 43,6 bilhões calculados na versão original do Orçamento, feita no ano passado, o rombo esperado nas contas do INSS foi elevado em 67%, para R$ 72,8 bilhões com as novas estimativas de receitas e despesas divulgadas nesta sexta (22). Trata-se de um aumento de 28,4%, bem superior à inflação, em relação aos R$ 56,7 bilhões do ano passado. Como percentual do PIB, o deficit sobe de 1% para 1,2%, maior patamar em seis anos.

A piora das contas previdenciárias explica boa parte das dificuldades enfrentadas pela equipe de Joaquim Levy (Fazenda) na tentativa de reequilibrar o caixa do governo. Para reforçar a arrecadação do INSS em R$ 5,4 bilhões neste ano, foi proposta em fevereiro uma revisão drástica da política de desoneração tributária das folhas de pagamento das empresas, uma das marcas do primeiro governo Dilma Rousseff. O projeto, no entanto, sofre resistências dos próprios partidos que dão sustentação ao Palácio do Planalto no Congresso. Depois de atrasos e modificações, a expectativa de ganhos até dezembro se tornou remota. O mesmo aconteceu com a medida provisória destinada a endurecer as regras para a concessão de pensão por morte e auxílio-doença, desfigurada com a ajuda decisiva do PT e do PMDB.

Especialistas comentam que o governo e o PT não admitem divulgar que, hoje, o INSS assiste milhões de pessoas que jamais contribuíram com um centavo sequer, ou seja, puro assistencialismo político partidário. Outro ralo é a questão dos cerca de 4 milhões de aposentados do serviço público federal, que representam 20% dos aposentados e pensionistas, mas que consomem 80% dos recursos da Previdência. Dessa forma não existe sistema que aguente.

FUNARTE CAPACITA PROFISSIONAIS DE RADIO E TELEVISÃO

fenarte2A FUNARTE – Federação Nacional dos Trabalhadores em Radiodifusão e Televisão estará realizando o Seminário de Rádio e Televisão na cidade de Jequié nos dias 8, 9 e 10 de junho, no auditório da Associação Comercial e Industrial de Jequié. As atividades acontecerão das 8 as 12 e 14 às 18h nos três dias de duração e terá como público alvo os trabalhadores de imprensa, veículos de comunicação, emissoras de rádio e televisão, editores e trabalhadores em mídia eletrônica, com a finalidade de capacitação profissional de acordo com a legislação vigente, Lei 6.625/78.

As inscrições poderão ser feita na Associação Jequieense de Imprensa ou na Radio Cidade 104.9 FM

 

COMO NUNCA ANTES

Editorial*

Na falta de melhores argumentos, o PT continua se defendendo das acusações de estar enterrado até o pescoço na corrupção alegando que seu maior adversário, o PSDB, cometeu “inúmeros malfeitos e ilicitudes” durante o governo de Fernando Henrique Cardoso. É possível que isso seja verdade, embora em escala certamente bem menor do que se viu depois de 2003. E ainda resta provar. Mas a culpa do PT está provada pelo julgamento do mensalão, que, como agora se sabe, foi só o começo. O escândalo da Petrobrás está aí para demonstrar que Lula fala a verdade pelo menos quando proclama que veio para fazer as coisas como nunca antes na história deste país.

A corrupção, nunca é demais repetir, não é uma invenção do PT, mas o produto da mentalidade patrimonialista que domina o País desde os tempos coloniais. E foi também para combatê-la ferozmente e sem tréguas, como parte de um espetacular programa de redenção nacional, que Lula & Cia. se dedicaram por mais de 20 anos ao ataque feroz “contra tudo o que está aí”. O final da história todo mundo conhece: o PT cansou de dar murro em ponta de faca e optou por aliar-se ao inimigo. E não fez cerimônia no aperfeiçoamento dos métodos políticos que antes condenava com tanta contundência.

Soa no mínimo ridículo, portanto, a direção nacional do PT reagir agora ao recente programa do PSDB na televisão com a ameaça de ir à Justiça para exigir que os tucanos sejam punidos por promoverem contra eles – o PT, seus membros, seu governo – uma “campanha suja, odiosa e reacionária”.

Qualificativos perfeitamente adequados a uma outra campanha, aquela que o PT colocou no horário dito gratuito da televisão durante a campanha presidencial, acusando a oposição de ambicionar o poder para tirar a comida do prato dos pobres e prometendo – na voz da própria Dilma Rousseff – que jamais tocaria nas conquistas dos assalariados.

Hoje, menos de seis meses depois, o PT que triunfou nas urnas de outubro está mergulhado nas suas próprias contradições, assistindo impotente à demolição de sua hegemonia política pela ação de seus próprios aliados e contemplando a perspectiva de, se chegar até lá, ser apeado do poder em 2018 pela vontade das urnas até agora manipulada por seu populismo sem escrúpulos.

Nesse cenário que anuncia o ocaso de um projeto de poder que se esgota por ter-se transformado em um fim em si mesmo, a triste figura do antes todo-poderoso Luiz Inácio Lula da Silva ainda se esforça para se manter em evidência. Confinado a ambientes fechados em que se mantém protegido de manifestações hostis, Lula tenta preservar a pose, apelando, entre outros truques nos quais se tornou especialista, ao imodesto recurso de referir-se a si mesmo na terceira pessoa, como se se tratasse de um ente superior, acima da mediocridade dos mortais.

Durante um seminário promovido em São Paulo há dias pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), Lula classificou de “bobagens” as declarações de FHC sobre corrupção, depois de sugerir, com a habitual ironia, que os tucanos o atacam agora com medo de enfrentá-lo nas urnas: “Eu estou assustado. Gente do céu! Agora eles já não querem mais atacar a Dilma. Agora eles já estão pensando é que têm que balear o Lula, pensando que o Lula vai voltar em 2018. Eu nem sei se vou estar vivo!”. A quem Lula pensa que engana?

Se Dilma Rousseff está politicamente enfraquecida a ponto de ter-se tornado refém das lideranças peemedebistas que comandam o Congresso Nacional, Lula se revela igualmente impotente para impedir que seu partido continue se debatendo no potencialmente catastrófico dilema existencial entre ser governo ou oposição. E isso é péssimo para o País, porque quando não se sabe quem é quem na cena política a porta está aberta para os aproveitadores mal-intencionados.

Lula continua pescando em águas turvas, falando mal de Dilma pelas costas e tentando salvar as aparências em público, o que revela que está tão perdido quanto sua pupila, esta cada vez mais refratária aos desígnios de seu criador. Mas num ponto ele está certo: politicamente, hoje a oposição precisa prestar mais atenção nele do que numa chefe de governo cuja credibilidade diminui a cada dia que passa.

Publicado em O ESTADO DE S.PAULO, 24 Maio 2015

JORNAL O GLOBO DESTACA “GRANDE AUDIÊNCIA EM TODAS AS CAMADAS DA POPULAÇÃO” DA RADIO METRÓPOLE

Foto: Dário Guimarães

Foto: Dário Guimarães

A força da Rádio Metrópole vai mesmo além das fronteiras baianas. Prova disso é o destaque atribuído  à rádio pela coluna de Victor Hugo Soares no Blog do Noblat, no site do Jornal O Globo. O jornalista, ao descrever a entrevista de Aécio Neves realizada por Mário Kertész esta semana, destacou a audiência da Metrópole e a abertura que o veículo proporciona para falar de assuntos da cidade. “É de grande audiência em todas as camadas da população, na capital e no interior da Bahia”, disse Hugo Soares.

Ao narrar as tragédias provocadas pela chuva e criticando a ausência da presidente Dilma perante à situação da cidade, o jornalista destacou a entrevista do senador Aécio Neves no programa de Mário Kertész, na última quinta-feira (21). “Quem fez bonito com os soteropolitanos na hora difícil foi o senador mineiro Aécio Neves, o candidato tucano, principal líder oposicionista com mandato no País, deu por telefone uma emocionada entrevistado na Rádio Metrópole”, acrescentou.

JAGUAQUARA COMPLETOU 94 ANOS COM DESTAQUE COMO CENTRO PRODUTOR RURAL NO ESTADO

jaguatocaOs 94 anos de emancipação política e administrativa do município de Jaguaquara no último dia 18 de maio, desmembrando seu território do município de Areia, que existia àquela época, conforme Lei Estadual 1.472, foram lembrados pelo deputado Euclides Fernandes (PDT) ao apresentar uma Moção de Congratulações na  Assembleia Legislativa.

jaguaquara7hPesquisando sobre a história do município o deputado encontrou algumas coincidências com outros municípios baianos e nordestinos, que surgiram em fazendas que serviam como ponto de descanso dos tropeiros e viajantes. Onde está a cidade de Jaguaquara existia a Fazenda Toca da Onça, de propriedade do casal Guilherme Martins do Eirado e Silva e Luzia de Souza e Silva que Na sede da fazenda, havia três casas: a casa da sede, residência do casal, posteriormente doada às Franciscanas Imaculatinas e, hoje, Colégio Luzia Silva, uma casa de negócios com depósitos, dependências de empregados e rancharia para viajantes, que foi demolida para dar lugar à Praça J.J. Seabra e, uma casa de farinha que foi reformada e transformada em residência em 1921 e, posteriormente, adquirida pelo então Prefeito Municipal, Dr. Menandro Minahim, político que chegou a ser vice-governador da Bahia.  Infelizmente, por falta de sentimentos históricos a propriedade foi vendida pelos herdeiros   a um empresário local, que   a demoliu.

Prosseguindo com sua justificativa o deputado assinala que o  “município sofreu uma mudança radical na sua economia a partir de 1950 quando 41 famílias de imigrantes de diversas regiões da Itália chegaram ao município para se estabelecer em lotes doados pelo governo estadual.

A partir dai foram introduzidas novas tecnologias no processo de cultivo  de horti granjeiros, além do aproveitamento de  sementes de vários produtos desconhecidos da região, inclusive a uva e o trigo.  Com o sucesso dessas 41 famílias chegaram ao município imigrantes oriundos do Japão, Portugal, Peru e Espanha que lá se estabeleceram e ampliaram o cultivo.’

Hoje o município de Jaguaquara, situado na região Sudoeste da Bahia, dividido entre as microrregiões de Jequié e Vale do Jiquiricá, destaca-se no contexto agrícola pela produção de abacate (5º produtor). limão (4º produtor), tomate, batata, maracujá, pimentão e chuchu, sendo o segundo maior produtor de hortigranjeiros na Bahia. Economicamente, destacam-se ainda os seus rebanhos bovino, equino, asinino e muar. Industrialmente, é o 55º município na posição geral, com mais de 110 indústrias e cerca de 1260 estabelecimentos comerciais. Há ainda grande esperança no segmento da mineração com a instalação da Mineradora Anglo-Australiana Rio Tinto, que começará a explorar Bauxita nas terras de Jaguaquara. O município se estende por 928,2 km² e conta com mais de 55 mil habitantes.

Vizinho dos municípios de Itaquara, Lafaiete Coutinho e Itiruçu Jaguaquara se situa a 38 km a Norte-Leste de Jequié. Com um clima bastante ameno por estar situado a 670 metros de altitude.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Gab. Dep. Euclides Fernandes

Veja o vídeo