Archive for fevereiro, 2015

EDITORIAL: LULA ESTIMULA O CONFLITO SOCIAL

Publicado em O Estado de S.Paulo, 26 Fevereiro 2015

No desespero para salvar o PT de um desastre que a incompetência do governo de Dilma Rousseff torna a cada dia mais grave, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ameaça incendiar as ruas com “o exército do Stédile”, a massa de manobra do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST). Lula acenou com essa ameaça em evento “em defesa da Petrobrás” promovido na sede da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Rio de Janeiro, pelo braço sindical do PT, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Federação Única dos Petroleiros (FUP).

Basta abrir as páginas dos jornais ou assistir ao noticiário da televisão para perceber que a radicalização política começa a levar a violência às ruas das principais cidades do País. De um lado, militantes de organizações sindicais e movimentos sociais, quase sempre manipulados pelo PT, aliados a radicais de esquerda; do outro lado, sectários antigovernistas engajados na inoportuna campanha de impeachment da presidente da República. Esses grupos antagônicos se agrediram mutuamente diante da ABI, pouco antes do evento protagonizado por Lula.

Diante do sintoma claro de que o agravamento da crise política em que o País está mergulhado pode acender o rastilho da instabilidade social, o que se espera das lideranças políticas é que ajam com responsabilidade para evitar o pior. Mas Lula, assustado com a possibilidade crescente do naufrágio de seu projeto de poder, parece disposto, em último recurso, a correr o risco de virar a mesa. Não há outra interpretação para sua atitude no evento.

Em seu discurso, o coordenador do MST, João Pedro Stédile, como de hábito botou lenha na fogueira: “Ganhamos as eleições nas urnas, mas nos derrotaram no Congresso e na mídia. Só temos uma forma de derrotá-los agora: é nas ruas”. É o caso de perguntar o que Stédile quer dizer com “derrotá-los nas ruas”. Mas Lula parece saber a resposta. E aproveitou a deixa, ao falar no encerramento do ato: “Quero paz e democracia. Mas eles não querem. E nós sabemos brigar também, sobretudo quando o Stédile colocar o exército dele na rua”. Uma declaração de guerra?

A atitude irresponsavelmente incendiária do ex-presidente é coerente com a estratégia por ele traçada e transmitida à militância petista com o objetivo de reverter a repercussão extremamente negativa para a imagem do PT provocada pelo desgoverno Dilma e, em particular, pelo escândalo da Petrobrás. A ideia é, como sempre, transformar o PT em vítima da “elite”, os temíveis “eles” que só querem fazer mal ao povo brasileiro.

Do mesmo modo que para Lula o escândalo do mensalão foi uma “farsa” que resultou na condenação injusta dos “guerreiros do povo brasileiro”, o petrolão é coisa de “meia dúzia de pessoas” para a qual Dilma Rousseff “não pode ficar dando trela”: “O que estamos vendo é a criminalização da ascensão de uma classe social neste país. As pessoas subiram um degrau e isso incomoda a elite”, disse Lula.

Ou seja, o que abala o Brasil não é a ação da quadrilha que, há 12 anos, pilha a Petrobrás e ocupa, para proveito próprio ou do PT, cada escaninho possível da administração pública. Muito menos é a incompetência administrativa demonstrada pelos petralhas que sugam o Tesouro. É – no entender de Lula e companhia bela – a reação dos brasileiros honestos e indignados com a roubalheira e a desfaçatez.

Esse discurso populista pode fazer vibrar a militância partidária manipulada e paga pela nomenklatura petista, mas é inútil para garantir ao PT e ao governo o apoio de que necessitam para tirar o País do buraco em que Dilma Rousseff o meteu ao longo de quatro anos de persistentes equívocos.

O principal aliado do PT, o PMDB do vice-presidente Michel Temer, agora decidiu exigir o papel que lhe cabe como corresponsável pela condução dos destinos do País. Não aceita mais, por exemplo, que o núcleo duro do poder de decisão no Planalto seja integrado exclusivamente por petistas. O PMDB tampouco aceita que os petistas continuem se fazendo passar por bonzinhos na votação das medidas de ajuste fiscal, posicionando-se na defesa dos “interesses dos trabalhadores” e deixando o ônus da aprovação do pacote para os aliados.

Os arreganhos de Lula e do agitador Stédile mostram que a tigrada está cada vez mais isolada – e feroz – na aventura em que se meteu de arruinar o Brasil.

UESB: GOVERNO NÃO AMPLIA QUADRO DE VAGAS E COMPROMETE DIREITOS TRABALHISTAS

Reunião com o governo realizada em 8 de setembro. Foto: Ascom Aduneb

Reunião com o governo realizada em 8 de setembro. Foto: Ascom Aduneb

Com mais de três anos de defasagem, o quadro docente das Universidades Estaduais da Bahia tem necessidade de cerca de 1.200 vagas. A situação implica na falta de professores (as) em sala de aula, precarização do trabalho docente e o desrespeito a direitos trabalhistas como promoção na carreira. O Fórum das ADs desde 2012 pressiona para a ampliação do quadro e a sua desvinculação por classe. Contudo, o governo do Estado se recusa a aumentar o número de vagas, bem como encaminhar para a Assembleia Legislativa o PL da desvinculação.

Veja a proposta de ampliação do quadro para a Uesb.

Pressionado pelas mobilizações da categoria, no dia 22 de setembro de 2014, o governo se comprometeu com a ampliação das vagas. Na mesma data, a Coordenação do Desenvolvimento do Ensino Superior (Codes) apresentou uma nota técnica propondo aumento de 1.644 vagas para as quatro Universidades até 2016. Em mais uma demonstração de desrespeito e descaso com as Universidades Estaduais, o governo recuou e não deu seguimento às negociações.

Negação de direitos

Além da óbvia falta de professores (as), em especial para os novos cursos, a não realização de concursos públicos precariza o trabalho docente. Pressionados pelas crescentes demandas, inclusive a garantia de disciplinas para formandos (as), diversos professores (as) da casa extrapolam sua carga horária. Como as vagas do quadro estão vinculadas por classe e quase todas estão ocupadas, docentes ficam impedidos (as) de promoverem na carreira.

A “alternativa” do governo para “amenizar” situação do quadro também é preocupante. Ao invés de autorizar concursos, foram liberadas seleções públicas para substitutos (as) para ocupação de vagas reais, informação confirmada pela nota técnica da Codes. Tal medida é um desrespeito ao objetivo desta modalidade de contratação instituída pelo Estatuto do Magistério Superior.

O Movimento Docente protocolou em dezembro do ano passado a pauta de reivindicações 2015 que reafirma a necessidade da ampliação do quadro de vagas e o respeito aos direitos trabalhistas. Até o momento o governo não se manifestou em relação ao documento. Assembleias para avaliação da crise instalada nas Universidades Estaduais estão previstas para o final de março.

Fonte: Adusb

INDEFINIÇÃO DE REPASSE DO MEC GERA EXPECTATIVAS DE CORTE NA UFBA

ufbaA reitoria Universidade Federal da Bahia (UFBA) passa por momento de apreensão diante do orçamento ainda indefinido que deverá ser repassado do Ministério da Educação (MEC) às universidades federais. Em nota, a universidade diz que não está confirmado qualquer corte orçamentários, mas “há sinais neste sentido”. No projeto de lei que aguarda aprovação do Congresso Nacional, estão previstos R$ 9,5 bilhões para as Instituições Federais de Ensino (IFE’s) de acordo com o jornal A Tarde. “A relação disso (do corte) com a não aprovação do Ploa não está clara. Anualmente, a Ploa é aprovada em março e, às vezes, mais adiante. Se houver corte, afetará mais profundamente a Ufba, em virtude de déficit praticado na execução orçamentária do ano passado”, ressaltou a assessoria da instituição. Sem o orçamento, a parte relacionada aos pagamentos de diárias, palestras, e viagens foi bloqueada em aproximadamente 1/3. Fonte: Bahia Notícias

EX-DEPUTADO PELO PT E CONSELHEIRO DO TCE, ZEZÉU RIBEIRO MORRE EM SP

Ex-deputado federal pelo PT teve hemorragia digestiva e estava internado. Atualmente, ele era conselheiro do Tribunal de Contas do Estado da Bahia.Zezéu

Morreu em São Paulo nesta quarta-feira (25) Zézéu Ribeiro, 66 anos, conselheiro do Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE) e uma das principais referências do PT do estado. Ele tinha sido transferido de Salvador para o Hospital Sírio-Libanes após hemorragia digestiva e aguardava por um transplante de fígado.

A informação foi confirmada pelo irmão Pola Ribeiro, comunicador e cineasta. O hospital não divulgou boletim médico. Ele foi deputado federal por três mandatos pelo PT, secretário do Planejamento da gestão do ex-governador Jaques Wagner. O governo decretou três dias de luto. Na quarta-feira (25), Zezéu recebeu visita do governador Rui Costa.

Repercussão

Para o líder do PT na Assembleia Legislativa da Bahia, Rosemberg Pinto, o conselheiro do TCE é uma das principais referências do partido na Bahia. “Foi o primeiro candidato a prefeito de Salvador, foi da direção estadual e sempre ajudou a todos nós. Sempre foi uma pessoa firme nas suas convicções. É uma perda significativa. Um grande político, excelente companheiro e pessoa de agregação. Zezéu pavimentou a estrada para todos nós, para consolidar o nosso partido. Isso foi muito importante na formação e organização dos quadros do nosso partido. Foi no gabinete de Zezéu que se formou a juventude do PT”, afirma.

Em nota, Inaldo da Paixão Santos Araújo, presidente do TCE, lamenta o falecimento e cita o conselheiro como “uma pessoa que conseguiu conquistar o afeto e consideração de todos no Tribunal de Contas, apesar do pouco tempo de convivência”. “Além de mostrar muita capacidade e qualificação para o exercício das funções de conselheiro, nosso querido Zezéu, com seu temperamento expansivo e generoso, ganhou o carinho de todos nós muito rapidamente e soube fazer a diferença. Com a sua morte, perdem a Bahia e o Brasil um grande homem público, que honrou todos os cargos que ocupou ao longo de sua vida”.

Araújo afirmou que chegou a visitar Zezéu no hospital na manhã desta quarta e conversou com a esposa dele, Lola. “Havia a consciência de que o seu estado de saúde era grave, mas restava muita esperança na vitória em sua luta pela vida. Porém, devemos nos resignar e aceitar os desígnios de Deus, que, na sua infinita sabedoria, decide os destinos de todos nós. Em nome dos conselheiros e servidores do TCE-BA, nos solidarizamos com toda a família enlutada”.

Em nota, o prefeito de Salvador, ACM Neto, lamentou a morte do conselheiro e líder petista no estado.  “Durante muitos anos fomos colegas na Câmara Federal e sou testemunha de sua atuação parlamentar. Zezéu sempre se preocupou com todos os assuntos relacionados à Bahia. Outra característica dele era o respeito à diversidade de opinião, além de estar sempre bem-humorado”, afirmou.

Trajetória

Zezéu Ribeiro é ex-deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT) e ex-secretário estadual de Planejamento. Zézéu assumiu a vaga aberta após vencer votação na Assembleia Legislativa da Bahia, tendo como concorrente o deputado estadual Carlos Gaban. O político se formou em Arquitetura pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e o primeiro mandato foi como vereador de Salvador, em 1993. Zezéu era filiado ao PT por mais de 30 anos. Ele também foi vereador por três vezes.

Zezéu se licenciou do mandato de deputado na legislatura 2011-2015 para assumir o cargo de Secretário de Planejamento da Bahia. Em 2014, renunciou ao mandato de deputado mais uma vez para assumir o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas da Bahia.

Zezéu Ribeiro com Jaques Wagner, Lula, José Sergio Gabrielli e outra liderança do PT (Facebook)

Zezéu Ribeiro com Jaques Wagner, Lula, José Sergio Gabrielli e outra liderança do PT (Facebook)

LIGAÇÕES DE TELEFONE FIXO PARA CELULAR JÁ ESTÃO ATÉ 22% MAIS BARATAS

telefonefixo (1)Desde terça-feira (24), as ligações de telefone fixo para celular ficarão mais baratas. A redução do preço, determinada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), vale para chamadas locais ou de longa distância originadas nas redes das concessionárias da telefonia fixa (Oi, Telefônica, CTBC, Embratel e Sercomtel) e destinadas às operadoras móveis. A redução chegará a 22% nas ligações de telefone fixo para móvel em que as discagens diretas a distância (DDDs) são iguais. Nas chamadas de fixo para móvel em que os DDDs dos telefones de origem e de destino da ligação têm apenas o primeiro dígito igual como, por exemplo, 61 e 62, haverá queda de 14%, em média. Já nas ligações em que os primeiros dígitos dos DDDs do telefone fixo e do móvel são diferentes – 31 e 41 –, a redução será de 12%, em média. A diminuição do preço das chamadas é consequência da redução dos valores de referência para tarifas de remuneração de redes móveis e faz parte do Plano Geral de Metas de Competição da Anatel, aprovado em 2012. Os novos valores foram aprovados no início de fevereiro pelo Conselho Diretor da Anatel.

E-MAIL PRA JOÃO

Bené Sena_foto_Alysson AndradePor Bené Sena*

 

 

 

Já pensaste no “que será que será”, que estão matutando no Alto da Balança sobre a tua festa João? Posso até imaginar: dupla sertaneja, forró eletrônico e pra enganar, um tantinho assim de “pé de serra”. Nada de vir por aqui, não senhor! É pregar no deserto novamente! Além do desgosto, tens os teus costumes de comer mel, gafanhotos, e vestir pele de camelo. Mel, a gente arruma em Três Morros, (mais bonito do que Lafayete Coutinho, né?) tem sempre algum vivente que esconde; gafanhoto tá difícil devido aos agrotóxicos, coisa do agronegócio, além do fumacê pra matar mosquito da dengue e do chikungunya (não são do teu tempo não) e não dá pra explicar. Mata. Eu, por exemplo, se morrer de dengue ou chikungunya, vou virar “rumãozin”, destelhar a prefeitura e atazanar a vida de Tânia Brito. Se servir tanajura, quem sabe? Bunda, viu? Falando de tanajura, conheces a poesia de Drummond, “Saber Incompleto”?

-“Mecê cumpade, já porvou

Bunda de tanajura torradinha?

– De tanajura cumpade, inté hoje não.” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Desculpa, brincadeira com santo não se faz, mas, não estamos no Oriente Médio e tu ainda estás muito longe de Maomé. Continuando: se servir pele de cabra ou bode, tudo bem, porque camelo, nem pra uma xícara de chá se arruma. Pra completar, perdeste muito o prestígio para o outro João, o do Verbo, coisa dos pentecostais multiplicando-se. As coisas mudaram João. Outro dia, te chamaram de Xangô Menino. Sabes por que, não é? “Coisas de negros tifutes” que pegaram na África e tibum, pro Brasil. Ainda convidaram Gilberto Gil que é filho de Xangô que ainda deu uma bronca no povo. Ô coisa que eu gostei! Queimei até o dente pra comemorar, caiu no cariado e eu nem tchum.

A tua festa era tão linda e cheia de simbolismos, mas, estão tratando de acabar. Diante de tudo isso, vem pra cá não, nêgo. É voltar a pregar no deserto. Já ia me esquecendo: “vou plantar meu mio todo no dia de são José… Fala pra ele me ajudar que é pro meu mio dá vinte espiga em cada pé”. Inté, tichau, num vem não, nêgo! Deixa como está pra ver como é que fica!

Do amigo,

Binidito.

*Benedito Sena é músico diletante da Cidade Sol, ex-secretário de cultura de Jequié, cronista deste blog e avô de Nieta.

ESCRITOR BAIANO É TEMA DO CADERNO DE LITERATURA DE O GLOBO

jornal o globoO caderno Prosa do jornal O Globo deste sábado, publicou reportagem sobre o lançamento, no dia 26, em São Paulo, na Casa das Rosas, Av. Paulista nº 37, das obras completas do escritor ipiauense, Euclides Neto (1925-2000), composta de 13 volumes, incluindo romances, crônicas e contos, publicada e editada pela Littera Editora em parceria com a Editora da Universidade Federal da Bahia (EdUFBA).

Segundo o músico Bené Sena, ex-secretário Municipal de Cultura de Jequié, a obra de Euclides deveria constar da bibliografia a ser utilizada pelas escolas municipais de toda a nossa região. Impressionado com o seu conteúdo, Bené concorda com o jornalista José Américo Castro que assevera ser Euclides, com seu estilo próprio, equiparado a Graciliano Ramos e ao próprio João Guimarães Rosa. Já para a jornalista Lília de Souza, autora de sua biografia, Euclides Neto, diante do seu poder de dissuasão, de desarme era um apóstolo, um catequista de consciências.

livros de EuclidesnEuclides José Teixeira Neto nasceu em Ubaíra-Bahia, vale do Jiquiriça, no distrito de Jenipapo em 1925, mas escolheu o município de Ipiaú para viver. Ali foi advogado, cacauicultor, pecuarista, prefeito entre 1963 e 1967 e o grande intérprete da região cacaueira. Casado com Dona Angélia Mendonça Teixeira, de cuja união nasceram Patrício, Gelinha, Dene, Spartacus e Marcelo.

A coleção que será lançada em São Paulo no próximo dia 26 já foi objeto de concorrido evento no salão da reitoria da UFBA e nas dependências da UNEB em Ipiaú, Campus Dr. Salvador da Matta.

A VERDADE ESTÁ NA CARA, MAS NÃO SE IMPÕE.

A decisão do TSE, sob a presidência de LEVANDOWISKI, determinou a retirada do comentário de Arnaldo Jabor do site da CBN, a pedido do presidente Lula, feriu o preceito constitucional da liberdade de imprensa. (Ricardo Ramos)

Arnaldo JaborPor Arnaldo Jabor

O que foi que nos aconteceu? No Brasil, estamos diante de acontecimentos inexplicáveis, ou melhor, ‘explicáveis’ até demais.

Quase toda a verdade já foi descoberta, quase todos os crimes provados, quase todas as mentiras percebidas. Tudo já aconteceu e quase nada acontece. Parte dos culpados estão catalogados, fichados, processados e condenados e quase nada rola.

A verdade está na cara, mas a verdade não se impõe, tais são as manobras de procrastinação, movidas por um sem número de agentes da quadrilha. Isto é uma situação inédita na História brasileira!!

Nunca a verdade foi tão límpida à nossa frente e, no entanto, tão inútil, impotente e desfigurada!!

Os fatos reais mostram que, com a eleição de Lula, uma quadrilha se enfiou no governo, de cabo a rabo da máquina pública e desviou bilhões de dinheiro público para encher as contas bancárias dos quadrilheiros e dominar o Estado Brasileiro, tendo em vista se perpetuarem no poder, pelo menos, por 70 anos, como fizeram os outros comunas, com a extinta UNIÃO SOVIÉTICA!!

Grande parte dos culpados, já são conhecidos, quase tudo está decifrado, os cheques assinados, as contas no estrangeiro, os tapes, as provas irrefutáveis, mas os governos psicopatas de Lula e Dilma negam e ignoram tudo!!

Questionado ou flagrado, o psicopata CHEFE, não se responsabiliza por suas ações. Sempre se acha inocente ou vítima do mundo, do qual tem de se vingar. O outro não existe para ele e não sente nem remorso, nem vergonha do que fez!! Mente, compulsivamente, acreditando na própria mentira, para conseguir o poder. Estes governos são psicopatas!! Seus membros riem da verdade, viram-lhe as costas, passam-lhe a mão nas nádegas. A verdade se encolhe, humilhada, num canto. E o pior, é que a dupla Lula-Dilma, amparada em sua imagem de ‘povo’, consegue transformar a Razão em vilã, as provas, em acusações ‘falsas’, a condição de Cúmplices e Comandantes, em ‘vítimas’!!

E a população ignorante e alienada, engole tudo.. Como é possível isso? Simples: o Judiciário paralítico entoca a maioria dos crimes, na Fortaleza da lentidão e da impunidade, a exceção do STF, que, só daqui a seis meses, na melhor das hipóteses, serão concluídos os julgamentos iniciais da trupe, diz o STF.

Parte dos delitos são esquecidos, empacotados, prescrevem, com a ajuda sempre presente, dos TÓFFOLIS e dos LEVANDOWISKIS. (Some-se à estes dois: Barroso, Teori Zawaski e Rosa Weber.)

A Lei protege os crimes e regulamenta a própria desmoralização. Jornalistas e formadores de opinião sentem-se inúteis, pois a indignação ficou supérflua. O que dizemos não se escreve, o que escrevemos não se finca, tudo quebra diante do poder da mentira desses últimos dois governos. Sei que este, é um artigo óbvio, repetitivo, inútil, mas tinha de ser escrito…

Está havendo uma desmoralização do pensamento. Deprimo-me: Denunciar para quê, se indignar com quê? Fazer o quê?’ A existência dessa estirpe de mentirosos está dissolvendo a nossa língua.

Este neocinismo está a desmoralizar as palavras, os raciocínios. A língua portuguesa, os textos nos jornais, nos blogs, na TV, rádio, tudo fica ridículo diante da ditadura do lulo-petismo. A cada negação do óbvio, a cada testemunha, muda, aumenta a sensação de que as idéias não correspondem mais aos fatos!! Pior: que os fatos não são nada – só valem as versões, as manipulações. Nos últimos anos, tivemos um grande momento de verdade, louca, operística, grotesca, mas maravilhosa, quando o Roberto Jefferson abriu a cortina do país e deixou-nos ver os intestinos de nossa política.

Depois, surgiram dois grandes documentos históricos: o relatório da CPI dos Correios e a Denúncia do Procurador-geral da república, enquadrando os 39 quadrilheiros do escândalo do MENSALÃO. Faltou o CHEFÃO. São verdades cristalinas, como sol a Pino. E, no entanto, chegam a ter um sabor quase de ‘gafe’. Lulo-Petistas clamam: ‘Como é que o Procurador Geral, nomeado pelo Lula, tem o desplante de ser tão claro! Como que o Osmar Serraglio pode ser tão explícito e, como o Delcídio Amaral não mentiu em nome do PT?

Como pode ser tão fiel à letra da Constituição, o infiel Joaquim Barbosa? Como ousaram ser tão honestos?’  Sempre que a verdade eclode, reagem.

Quando um juiz condena rápido, é chamado de exibicionista’. Quando apareceu aquela grana toda, no Maranhão, a família Sarney reagiu ofendida com a falta de ‘finesse’ do governo de FH, que não teve a delicadeza de avisar que a polícia estava chegando…. Mas agora é diferente. As palavras estão sendo esvaziadas de sentido. Assim como o stalinismo apagava fotos, reescrevia textos para contestar seus crimes, o governo de Lula, foi criando uma língua nova, uma neo-língua empobrecedora da ciência política. Uma língua esquemática, dualista, maniqueísta, nos preparando para o futuro político simplista, que está se consolidando no horizonte.

Toda a complexidade rica do país será transformada em uma massa de palavras de ordem, de preconceitos ideológicos movidos a dualismos e oposições, como tendem a fazer o Populismo e o Simplismo.

Não deixe de repassar, é o mínimo que podemos fazer diante de tanta corrupção!

Fonte: Ricardo Franco em sua página no Facebook

 

FERNANDO HENRIQUE CARDOSO REAGE ÀS DECLARAÇÕES DA PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF

O ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso tem sido alvo de ataques por parte dos atuais governantes

O ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso tem sido alvo de ataques por parte dos atuais governantes

Em razão das declarações feitas hoje de manhã pela presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso publicou em sua página no Facebook o que ele considera como respostas às responsabilidades a ele atribuídas pelo escândalo da Petrobras. Veja na íntegra:

“Segue abaixo, resposta às declarações da Presidente Dilma, feitas esta manhã, lançando indevidamente sobre mim responsabilidades pelo escândalo da Petrobras.

Até agora, salvo lamentar o caráter de tsunami que a corrupção tomou no caso do “Petrolão”, não adiantei opiniões sobre culpados ou responsáveis, à espera do resultado das investigações e do pronunciamento da Justiça. Uma vez que a própria Presidente entrou na campanha de propaganda defensiva, aceitando a tática infamante da velha anedota do punguista que mete a mão no bolso da vitima, rouba e sai gritando “pega ladrão”!”, sou forçado a reagir.

  1. O delator a quem a Presidente se referiu foi explícito em suas declarações à Justiça. Disse que a propina recebida antes de 2004 foi obtida em acordo direto entre ele e seu corruptor; somente a partir do governo Lula a corrupção, diz ele, se tornou sistemática. Como alguém sério pode responsabilizar meu governo pela conduta imprópria individual de um funcionário se nenhuma denúncia foi feita na época?
  2. do mesmo modo, a delação do empreiteiro da Setal Engenharia reafirma que o cartel só se efetivou a partir do governo Lula.
  3. no caso do “Petrolão” não se trata de desvios de conduta individuais de funcionários da Petrobras, nem são eles, empregados, em sua maioria, os responsáveis. Trata-se de um processo sistemático que envolve os governos da Presidente Dilma (que ademais foi presidente do Conselho de Administração da empresa e Ministra de Minas e Energia) e do ex- presidente Lula. Foram eles ou seus representantes na Petrobras que nomearam os diretores da empresa ora acusados de, em conluio com empreiteiras e, no caso do PT, com o tesoureiro do partido, de desviar recursos em benefício próprio ou para cofres partidários.
  4. diante disso, a Excelentíssima Presidente da Republica deveria ter mais cuidado. Em vez de tentar encobrir suas responsabilidades, jogando-as sobre mim, que nada tenho a ver com o caso, ela deveria fazer um exame de consciência. Poderia começar reconhecendo que foi no mínimo descuidada ao aprovar a compra da refinaria de Pasadena e aguardar com maior serenidade que se apurem as acusações que pesam sobre o seu governo e de seu antecessor.”

PLENACULTURAL TEM AUDIÊNCIA COM SECRETÁRIO EM DEFESA DO CENTRO DE CULTURA

Vereador Ivan do Leite, deputado federal Roberto Britto,  Astro Brayner e Billaw Júnior em audiência com o Secretário da Administração do Estado, Edelvino Góes

Vereador Ivan do Leite, deputado federal Roberto Britto, Astro Brayner e Billaw Júnior em audiência com o Secretário da Administração do Estado, Edelvino Góes

A Plenacultural, representada por Astro Brayner e Wenceslau Junior (Billaw), produtor artístico e ex-presidente do Conselho Municipal de Cultura, respectivamente, estiveram na tarde desta quinta-feira, 19, em Salvador, com o secretário estadual de Administração, Edelvino Góes. Na pauta: A ocupação do SAC nas dependências do salão de exposições do Centro de Cultura Antônio Carlos Magalhães.

Na audiência, proporcionada pelo vereador Ivan do leite e pelo deputado federal Roberto Britto, a Plenacultural elencou o transtorno que o espaço sofrerá com a instalação do órgão, além do prejuízo cultural devido a ocupação em uma sala de exposições.

O secretário entendeu a preocupação dos artistas e assegurou que nenhum dano estrutural seria causado. Informou que foi descentralizado os serviços oferecidos pelo SAC como forma de não sobrecarregar o equipamento.  Quanto ao dano cultural, adiantou que, conjuntamente com a Secretaria Estadual de Cultura, SECULT, iria buscar uma forma de compensar os transtornos com a produção artística da cidade e região.

Na oportunidade, a Plenacultural ainda sugeriu o Centro Social Urbano (CSU), como alternativa que, de pronto, foi acatada e delegada à análise pela equipe da secretaria. Também, ficou estabelecido e acordado, um prazo de cinco meses para que os trâmites burocráticos da execução de uma nova estrutura fossem desenvolvidos.

Veja o vídeo