Arquivo para ‘Educação’ Categoria

PROSSEGUE NO AUDITÓRIO DO CEEP REGIS PACHECO, ANTIGO IERP, A 13ª SEMANA ESPÍRITA DE JEQUIÉ

Adenauer Marcos Ferraz Novaes

Sob o tema Espiritismo e Educação: uma nova percepção de mundo, a 13ª Semana Espírita prossegue no CEEP Regis Pacheco, sempre ás 20 horas, com a conferência, na noite desta sexta feira (18), refletindo sobre o tema “A vivência do cristianismo na contemporaneidade” a ser abordado pelo psicólogo e filósofo Adenauer Novaes.

Adenauer é um estudioso da doutrina espírita, diretor-fundador da Fundação Lar Harmonia, em Salvador, instituição filantrópica que acolhe, também o Centro Espírita Harmonia e a Casa de Redenção Joanna de Ângelis. Graduado em Engenharia Civil, Filosofia, Psicologia e pós-graduado em Psicologia Junguiana, trabalha como psicólogo clínico e é autor de vários livros sobre Psicologia e sobre Espiritismo.

Um dos mais esperados conferencistas da 13ª Semana Espírita de Jequié, Adenauer Novaes cultiva fortes laços afetivos com a Cidade Sol.

TENDO A EDUCAÇÃO COMO TEMA CENTRAL, JEQUIÉ PROMOVE A SUA 13ª SEMANA ESPÍRITA

Com o tema “Espiritismo e Educação: Uma nova percepção de mundo” começou na noite desta segunda feira (14), a 13ª Semana Espírita de Jequié, uma iniciativa da Coordenação Regional da 8ª Região, órgão representativo da Federação Espírita da Bahia, em conjunto com os trabalhadores das três casas espíritas, Centro Espírita Alan Kardec, Centro Espírita Bezerra de Menezes e Confraternização Espírita Jequieense.

A solenidade de abertura, que aconteceu no auditório do CEEP Regis Pacheco, antigo IERP, culminou com a conferência do professor Emilson Piau (Salvador-BA) abordando o tema “Existirmos, a que será que se destina” que propõe uma reflexão filosófica do poema que o baiano Caetano Veloso compôs em homenagem ao seu amigo, também compositor, desaparecido aos 28 anos, ao cometer suicídio.

Na mesa diretora dos trabalhos, a presença do prefeito Sergio da Gameleira, do ex-prefeito Reinaldo Pinheiro, das presidentes dos três Centros Espíritas de Jequié, da Coordenadora do CR-8 e do palestrante, professor Emilson Piau.

Flash de um momento de descontração, com convidados e dirigentes espíritas

Nos momentos antecedentes à palestra, ao ser anunciado o orador da noite e o respectivo tema, o professor Reinaldo Pinheiro, convidado especial, surgiu do fundo da plateia cantando a música de Caetano, “Cajuína”, composição que inspirou os programadores do evento, trazendo surpresa, emoção e beleza ao início da solenidade.

Habilmente e demonstrando domínio sobre o assunto, o palestrante abordou os vários aspectos da obra de Torquato Neto, sempre revelando o caráter depressivo das principais composições. Demonstrou que a vida é feita de escolhas, que determinam, inexoravelmente, o grau de felicidade e de sucesso que obteremos ao longo da nossa trajetória. Revelou ainda, numa inferência sobre as mais recentes notícias internacionais, avaliações de especialistas sobre as possibilidades de reviver Hiroshima, caso não haja investimentos nos sentimentos amoráveis e de solidariedade entre os homens e as consequentes mudanças no campo vibratório do planeta.

No final, o professor Reinaldo Pinheiro, ex-prefeito de Jequié, acompanhou ao violão, a professora Jussara Midlej, interpretando a música de Vinicius de Morais, “A Rosa de Hiroshima”.

ABERTURA DA SEMANA ESPÍRITA DE JEQUIÉ SERÁ NO DIA 14 DE AGOSTO NO CEEP REGIS PACHECO

NASCIDO NA BAHIA, POETRIX MOVIMENTA LITERATURA MUNDIAL COM FORMAS, CORES E DEBATES

Os poetrixtas baianos Goulart Gomes, Jussara Midlej, Gersinio Neto, Djalma Filho, Cristina Amorim, Marco Bastos, Oswaldo Martins, Ronaldo Jacobina, Vera Trindade, assim como a carioca Lilian Maial, entre tantos outros, do Brasil e exterior, integram o grupo de 43 poetas participantes da Antologia Poetrix 5, seleção de sensibilidade e poesia num texto conciso e inteligente. O lançamento será no dia 11 de agosto na Livraria Cultura – Rua Senador Dantas, 45, mezanino, Centro, Rio de Janeiro das 18 às 21 horas e no dia seguinte, 12/8, em São Paulo no Espaço Scortecci – Rua Deputado Lacerda Franco, 96, Pinheiros, das 17:30 às 20:30 horas.

Poesia contra corrupção, fome, injustiças  ou guerras. Poesia que se veste que carrega as compras e até protege o celular. Não é de hoje que o senso comum parou de associar a linguagem poética a uma visão desconectada da vida prática. É com essa proposta que o Movimento Internacional Poetrix (MIP) chega aos 17 anos com histórias pra contar e mais uma antologia. As comemorações já têm data marcada com lançamento da Antologia Poetrix 5 no Rio de Janeiro e em São Paulo, dias 11 e 12 de agosto, respectivamente.

Quinta edição de uma série, o título reúne 43 autores do Brasil, Portugal, Estados Unidos e Colômbia, com textos em português  e inglês. No conteúdo, os integrantes do MIP mostram engajamento e sintonia com seu próprio tempo e colocam em discussão guerras, intolerância, fome, política, corrupção, além dos já tradicionais temas existenciais e afetivos. Esse volume conta com mais de 300 poetrix.

A linguagem poética Poetrix surgiu em 1999, com uma proposta minimalista, conquistando praticantes, no Brasil e no exterior. Em 2002, portanto há exatos 15 anos, seria publicada a primeira antologia, com apresentação dos escritores Alice Ruiz e Aníbal Beça.

De lá pra cá, a irreverência tomou conta do MIP, especialmente na forma, a exemplo do Tautotrix, em que todas as palavras começam com a mesma letra; Acrostrix, no qual as primeiras sílabas de cada verso formam o título; ou Mesostrix, em que as sílabas centrais formam o título. E ainda Videotrix e Grafitrix, com nomes que falam por si. Este último, inclusive, saltou das páginas para a vida do leitor, em formato de canecas, sacolas, capas de celulares, almofadas. Em maio deste ano, alguns autores realizaram uma exposição de Grafitrix em Buenos Aires.

Poetrix

O Poetrix é um terceto contemporâneo de temática livre, com título e um máximo de trinta sílabas. Proposto, inicialmente, como uma evidente alternativa ao hai-kai, mantendo a sua forma em tercetos, mas subvertendo o seu conteúdo, ao admitir título, rimas, figuras de linguagem e um maior número de sílabas. Mais informações: Bula Poetrix no site www.movimentopoetrix.com.br

O MIP já realizou sete concursos literários e publicou seis coletâneas com a participação de poetrixtas do Brasil, Argentina, Uruguai, Colômbia, Venezuela, Estados Unidos, México, Espanha, Portugal, Angola e Suíça. Estimulou a publicação de diversos livros e a divulgação de poetrix na Internet, que já ultrapassa a marca dos 150.000 poetrix publicados por centenas de autores (ver www.recantodasletras.com.br).

Goulart Gomes, o criador da linguagem poética Poetrix, é baiano, administrador de empresas, tem pós-graduação em Literatura Brasileira (UCSAL) e em Gestão de Comunicação Integrada (ESPM-RJ). Trabalhou por quase 20 anos na área de Comunicação Empresarial. Obteve 70 prêmios em concursos de poesia, prosa e festivais de música e participou de 48 coletâneas publicadas no Brasil, Cuba, Espanha, USA, Itália, França e Coréia do Sul e tem trabalhos divulgados em vários outros países. Atualmente é o coordenador geral do Movimento Internacional Poetrix. Como editor alternativo propiciou a publicação de 53 livros e coletâneas de novos autores.

13ª SEMANA ESPÍRITA DE JEQUIE

“Espiritismo e Educação:uma nova percepção de mundo”

O Movimento Espírita de Jequié, convida a comunidade regional para participar da 13ª Semana Espírita de Jequié, que acontecerá de 14 a 20 de agosto de 2017, sempre às 20 horas, com abordagens sobre o tema “Espiritismo e Educação: uma nova percepção de mundo”, com conferências, debates com a participação de estudiosos espíritas da Bahia e de outros estados, culminando com o Seminário no sábado, a partir das 14:30h, em torno do tema “Trajetória Evolutiva: estar humano e ser espiritual, com Lisiane Bahia, de Salvador.

Na quarta feira 16/8, Ana Luiza Gusmão, Sheila Daniela Nascimento, sob a mediação de Jussara Midlej, estarão na “Mesa Temática” discutindo  o lar, como primeira escola do ser.

A abertura, no auditório do CEEP, antigo IERP será às 20 horas do dia 14 de agosto, quando o professor e palestrante espírita, Emilson Piau abordará o tema “Existirmos, a que será que se destina”?

Adenauer Marcos é um dos nossos convidados para falar sobre “A vivência do cristianismo na contemporaneidade”. Será no C.E. Bezerra de Menezes na sexta feira (18).

Imperdível.

Venha viver conosco momentos de aculturamento e emoção.

JEQUIÉ: RUI COSTA ACOMPANHARÁ PRESIDENTE DA FBF EM INSPEÇÃO AO WALDOMIRÃO

Rui Costa e Ednaldo Rodrigues farão inspeção no estádio Waldomiro Borges

O governador Rui Costa incluiu, na agenda da sua visita a Jequié neste sábado (22), uma visita de inspeção ao estádio municipal Waldomiro Borges, acompanhado do presidente da Federação Baiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues Gomes.

Segundo informações do blog do radialista Waldemir Vidal, o propósito da visita de inspeção é a intenção do governador celebrar um convênio entre o governo do Estado, através da Sudesb e a Prefeitura de Jequié, visando a execução de obras e melhoramentos do estádio Waldomiro Borges, adequando-o às exigências da FBF para a disputa, pela ADJ – Associação Desportiva Jequié, na série A do campeonato baiano de 2018.

Na oportunidade, o governador será recepcionado pelo prefeito de jequié, Sérgio da Gameleira, deputados, bem como a imprensa jequieense e outras autoridades locais.

Para a execução de reestruturação do estádio de futebol, o deputado federal Antonio Brito fez a destinação de uma emenda no orçamento da União, para a Prefeitura de Jequié, na ordem de R$ 500 mil. O governador começa a agenda assinando ordem de serviço para execução da obra de conclusão da construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e em seguida, inaugura a segunda etapa do Centro de Diagnóstico por Imagem do Hospital Prado Valadares, com os equipamentos para realização de Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética. Assina também, autorização através da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), a celebrar convênio do Programa Bahia Produtiva com Associações do Assentamento Flor da Terra, no cultivo do cacau e visita as instalações do frigorífico Vale do Sol que foi recentemente reaberto cumprindo exigências da fiscalização sanitária federal e estadual.

Rui Costa encerra a visita a Jequié, participando de uma entrevista coletiva no estúdio da Rádio 93 FM.

Fonte: Blog de Waldemir Vidal

JERÔNIMO RODRIGUES, WALTER PINHEIRO, JOSIAS GOMES E CARLOS MARTINS DEVEM SER SUBSTITUÍDOS. WAGNER, PODE ASSUMIR A SERIN

Com a reforma, Jaques Wagner deve assumir a SERIN, os demais, que estão na foto, devem ser substituídos.

O governador Rui Costa decide mexer na atual composição do secretariado. As mudanças planejadas devem atingir ao menos quatro pastas. Os titululares das secretarias de Desenvolvimento Rural (SDR), Educação (SEC) e Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), respectivamente, Jerônimo Rodrigues, Walter Pinheiro, Carlos Martins e Josias Gomes, devem ser substituídos.

As alterações foram anunciadas pelo governador nesta segunda-feira (17) e, como ele mesmo disse, visam as eleições do próximo ano, ocasião em que Rui pretende concorrer a um novo mandato. Daí o remanejamento do ex-governador Jaques Wagner para a secretaria de Relações Institucionais.

 Segundo informações, com essa movimentação, Rui Costa retira do núcleo da sua equipe, aqueles alvos constantes de insatisfação da base governista.

A provável saída de Josias Gomes atende a um desejo antigo dos aliados de Rui. Alvo de reclamações quase generalizadas, o secretário, que cuida da articulação política do governo, é quase unanimidade negativa entre os deputados que marcham junto a Rui. Muitos deles, inclusive, não fazem de questão de esconder o desgosto com Josias, dirigindo petardos publicamente contra ele.

Com essa estratégia, Rui elimina um importante ponto de atrito e convoca para entrar em cena no período sucessório, e ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, atual secretário de Desenvolvimento Econômico.

Wagner já ocupou o ministério de Relações Institucionais do governo Lula e foi ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República no governo Dilma Rousseff. Tem, portanto, experiência de sobra para o exercício da função já que precisou apagar vários incêndios na articulação política da ex-presidente, atuando nos estertores da gestão da petista.

Wagner é reconhecido pela sua habilidade política e poderia diminuir a insatisfação dos deputados com Josias e ainda preparar o campo para a campanha de reeleição de Rui, seu pupilo no passado e sucessor no governo do Estado.

Na opinião dos redatores do site Bahia Notícias, “[…]o único entrave para fechar a ida de Wagner para Serin é o fato de que ele tem exigido carta branca para atuar na pasta. Ciente do perfil centralizador de Rui, o ex-governador não quer se tornar um novo Josias, sem muita autonomia[…]”.

Nessa dança das cadeiras, o atual secretário, Josias Gomes, deve  voltar para a Câmara dos Deputados e a reassumir o seu mandato, ora exercido pelo também petista Robinson Almeida. Já Walter Pinheiro deve retomar o seu mandato como senador, mandando para casa o atual ocupante Roberto Muniz (PP). Ainda não se tem informações sobre o possível substituto na importante pasta da Educação.

Outro atingido pela insatisfação dos parlamentares da base, é o secretário Jerônimo Rodrigues, do Desenvolvimento Rural. Seu sucessor também ainda não foi definido.

Carlos Martins também deixa a secretaria da Justiça e Direitos Humanos e não se sabe ainda quem será o seu substituto.

Com as mudanças, o governador pensa em melhorar sua performance junto as principais lideranças políticas, fundamentais para o seu projeto de conquista de mais quatro anos á frente do governo da Bahia. Assim, serão contemplados com o novo cenário, o PSB, PDT, PR, PP e PCdoB.

Mesmo com essa rearrumação dos espaços, contemplando partidos da base aliada, a composição da chapa majoritária comandada por Rui Costa ainda é uma incógnita. As duas vagas do senado, por exemplo, devem ser preenchidas com as candidaturas de Jaques Wagner e Otto Alencar. Já na vice-governadoria, alvo dos olhares de outras lideranças, há a pretensão da permanência do atual ocupante do cargo, João Leão (PP), o que não é, ainda, consensual entre os comandantes dos demais partidos.

GOVERNO DA BAHIA CONCEDE PROMOÇÕES E PROGRESSÕES PARA 12 MIL SERVIDORES

Governador Rui Costa (Foto Giro em Ipiaú)

O governador Rui Costa anunciou nesta quinta-feira (29) que autorizou promoções e promoções de carreira para cerca de 12 mil servidores estaduais. Estes servidores, que são técnicos, professores universitários, profissionais da saúde, entre outros, terão aumento médio de 8% nos salários. Segundo o governo, destes 12 mil, duas mil serão vagas para promoção, que é um avanço vertical. Outras 10 mil são vagas para progressão, quando o avanço na carreira é horizontal. As promoções e progressões estavam suspensas desde janeiro de 2016, por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal,. Agora, com o uso do limite prudencial, o Estado autorizou as promoções que estavam paradas. Antes, em dezembro de 2015, foram concedidas promoções e progressões a 25.892 servidores, contemplando várias áreas.

IPIAÚ: EXPOSIÇÃO DE ARTE E CULTURA PROSSEGUE NO CASARÃO DE ZÉ AMÉRICO

Em mais uma promoção do Coletivo Cultural de Ipiaú, a Exposição de Arte e Cultura, teve inicio no dia 26 de junho no novo espaço cultural “CASARÃO DE ZÉ AMÉRICO”. O imóvel, cuja recuperação e adaptação teve a participação da Prefeitura de Ipiaú, contando inclusive com a prefeita Maria das Graças Mendonça na abertura do evento, pertenceu aos ancestrais do jornalista José Américo Castro e foi a primeira casa construída em Ipiaú. A programação teve sequência na noite desta terça feira (27), com intensa visitação, pela população de Ipiaú e Região, das obras de arte que ocuparam 5 salões do Casarão, com quadros a óleo sobre telas, desenhos a mão livre, máscaras artesanais de material variado, esculturas, fotografias temáticas, retratos a pincel, mandalas etc.  

Na parte externa, sob toldo de proteção, a plateia acompanhava, atenta, a apresentação da tradicional manifestação cultural de “Reisado”, “Bumba-Boi” e “Mulinha de Ouro”, colaboração do grupo São Francisco de Folia de Reis, do Projeto Raiz do Umbuzeiro, coordenado pela professora ipiauense, radicada em Manoel Vitorino, Nilceia Hohlenwerger num belo espetáculo encenado pelo grupo da cidade de Manoel Vitorino. A dança rítmica e alegre criou o clima de festa e beleza de cores na cantoria nordestina. Apesar de cada vez mais raro, o espetáculo, cuja existência, hoje, é bastante reduzida, proporcionou a empolgação dos que assistiram ao desempenho do grupo composto por mulheres e homens de todas as idades. A presença de idosos, rapazes, moças e crianças, é uma tentativa de preservação da tradição milenar do Reisado no sertão brasileiro.

O evento no Casarão proporcionou, também, o encontro entre amigos queridos.

Outra atração muito aplaudida na noite de ontem foi a encenação da peça teatral “Histórias de Cabaré”, pelo grupo de teatro da Ong Cultural Maktub de Ilhéus, cujo texto narrou trechos da obra de Jorge Amado, “Gabriela, Cravo e Canela”, bem como fez críticas sociais e políticas, além de promover a interação com a plateia em sketchs  improvisados, sátiras jocosas entre os presentes e os frequentadores da famosa boate ilheense do século passado.

O ponto negativo foi a introdução, no texto da peça, de jargões e palavras de ordem político-partidária, absolutamente fora de contexto.

O Coletivo Cultural e o Casarão de Zé Américo se consolidam como importante instrumento de promoção cultural, haja vista que no evento programado, iniciado no dia 26 de junho e a ser encerrado no dia 29, várias linguagens culturais foram utilizadas, demonstrando que a arte é um viés significativo para agregar pessoas de todos os níveis e criar massa crítica qualificada para a deflagração de movimentos sociais e políticos na comunidade. Na programação elaborada pelo Coletivo cultural consta, para hoje, 28, o festival de música instrumental, além do ensaio da Quadrilha Junina.

Apoio: Doce Mel, Farmácia Bahia, Território Médio Rio das Contas, Educar Educacional, Ortooticas, Pousada Cardoso, Reinaldo Magalhães, Padre Marcio, Prefeitura de Manoel Vitorino, Schincariol, Juarez Compra de Cacau, Padaria Rodrigues, Panorama Ipiaú (Beto Marques), Celso Rommel, RS Supermercado, Aceserv Dutinho.

LANÇAMENTO DO LIVRO “PORTAS DO ÉDEN” REVIVE OS MOMENTOS CULTURAIS DE IPIAÚ EM TEMPOS ÁUREOS

O salão do plenário da Câmara Municipal de Ipiaú esteve lotado na noite desta sexta feira (16) participando do lançamento de “Portas do Éden – a Poética de José Américo Castro e o Imaginário Coletivo de Ipiaú”. O livro, organizado e produzido pelo advogado, professor Paulo Andrade Magalhães, em parceria com a Editora Nós e Vós, reúne um significativo conteúdo com textos do jornalista e poeta José Américo da Matta Castro, e conta, também, com a prosa e poesia de vários ipiauenses e contemporâneos, em um conjunto de depoimentos sobre temas variados que envolvem Ipiaú em todos os tempos.

Foto Vicente Andrade (Blog Bote Fé)

A surpreendente programação coordenada pelos integrantes do grupo Coletivo Cultural preencheu a noite com talento e qualidade. Compositores, cantores, atores, poetas e instrumentistas se apresentaram com pronunciamentos, recitais e esquetes rápidos e inteligentes, relativos ao Cine Éden e ao autor. Foi assim com o grupo Concriz, da cidade de Maracás, os violonistas Caio Novaes na abertura e Paulo César Andrade (Caco), no encerramento.

“Portas do Éden” propõe um diálogo entre a literatura, a história sócio-cultural, as memórias e imagens de Ipiaú, através das narrativas do jornalista e poeta que assina a autoria e de grupos sociais da cidade, com seus hábitos e costumes; ideias e valores, gostos, comportamento, símbolos, sentimentos e sensações.

Na mesa diretora dos trabalhos, o organizador do livro, Paulo Magalhães, o ex-ministro da Cultura Juca Ferreira, a Secretária Municipal de Governo de Ipiaú, representando a prefeita Maria das Graças Mendonça, os vereadores Josenaldo de Jesus e Cláudio Nascimento, o primeiro representando a presidência do Legislativo, que se revezaram, em pronunciamentos curtos e objetivos, enaltecendo a iniciativa da obra.

O evento contou também com a presença do cineasta ipiauense Edson Bastos, autor do movimento “Por um novo Cine Éden”, do presidente da Academia de Letras de Jequié, Júlio Lucas, do diretor de Cultura do Município de Ipiaú, Marcelo Batista, do diretor do Território do Médio Rio de Contas, José Mendes da Silva, da totalidade dos membros do Coletivo Cultural, representado na Mesa por Ivan Santos e da ACENE – Associação Cultural Euclides Neto, do ex-deputado e ex-presidente do Conselho Nacional dos Produtores de Cacau, Ewerton Almeida, Tom Legal, que em seu pronunciamento teve oportunidade de reviver episódios do passado, inclusive envolvendo o ex-ministro Juca Ferreira, levando aos presentes um pouco da história de Ipiaú.

Foto Vicente Andrade (Blog Bote Fé)

Dois momentos de destaque: a participação do grupo cultural de Maracás, “Comcris” que declamou poesias de autoria de José Américo e outros autores bem assim o emocionante texto do jornalista, poeta e escritor Sergio Mattos, de quem José Américo foi aluno no curso de graduação de jornalismo na UFBA.

Emocionado, o jornalista, poeta e agora escritor, José Américo Castro, agradeceu a presença de todos, transferiu as homenagens  recebidas ao verdadeiro promotor do evento, o advogado Paulo Magalhães, seu amigo de infância, companheiro de agitações culturais ressaltou, ao concluir, a atual efervescência cultural de Ipiaú e a importância da luta coletiva.

Veja o vídeo