Arquivo para ‘Policia’ Categoria

JEQUIÉ: TRÊS SUSPEITOS DE INTEGRAR QUADRILHA MORREM EM CONFRONTO COM A CIPE CENTRAL

Sidnei, também conhecido como Piá, o Barão do Pó, Edvan, o Didiu e Fabrício foram mortos em confronto com a CIPE Central (Fotos: Divulgação)

O traficante de drogas, assaltante de banco e homicida Sidnei Leal de Araújo, 32 anos, conhecido no ramo do crime pelo apelido de ‘Piá, o Barão do Pó’, foi surpreendido, na noite desta sexta feira (13), por guarnições da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Central e do 19° Batalhão da Polícia Militar (Jequié), quando tentou escapar de uma barreira montada na BR-116, próximo da cidade de Jequié.

Quando visualizaram as forças de segurança, Piá (32), Edvan Alves da Silva, (34), o ‘Didiu’, e Fabrício Félix Silva Ferreira, (30), abandonaram um veículo e se esconderam em um matagal. Durante varredura o trio disparou contra as guarnições e no confronto foi atingido. Os criminosos foram socorridos para o Hospital Geral Prado Valadares, mas não resistiram. Piá, que em 2012 foi apresentado no auditório da Secretaria da Segurança Pública por ter explodido caixas do banco Bradesco em Itatim, liderava uma quadrilha na cidade de Santo Estevão e região. Segundo informações iniciais Sidnei estava escondido fora do país e agia em conjunto com quadrilhas do Sudeste do Brasil em ações de tráfico e explosões de bancos.

Major Fábio Rodrigo de Melo Oliveira – Cmte da Cipe Central

Com o grupo foram apreendidos uma pistola calibre 9mm de uso restrito das Forças Armadas e Polícia Federal e dois revólveres calibres 38. “Intensificamos os bloqueios nas principais rodovias da região, principalmente no período noturno, pois é o momento utilizado por criminosos especializados em ataques a instituições financeiras para se locomoverem “, relatou o comandante da Cipe Central, major Fábio Rodrigo de Melo Oliveira. O militar informou ainda que as armas apreendidas foram apresentadas na Delegacia Territorial de Jequié, onde toda a ocorrência foi registrada. “Estamos aqui atentos, sem dar tréguas e com a guarda alta contra as organizações criminosas e seus líderes”, finalizou.

TURISTA MINEIRA É RESGATADA POR HELICÓPTERO APÓS ACIDENTE EM TRILHA NA CHAPADA DIAMANTINA

Jovem de 28 anos foi encontrada em mata fechada. Foto: SSP/BA

Uma turista mineira que se feriu após acidente na trilha do Pati, local que fica próximo a Cachoeira do Calixto, na Chapada Diamantina, Bahia, precisou ser resgatada por um helicóptero do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer), na tarde da última quarta-feira (11). Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), Nathalia Guimarães Oliveira, de 28 anos, foi levada até o aeroporto de Lençóis, onde uma ambulância do Hospital Itaquera já aguardava. O estado de saúde da turista e as circunstâncias do acidente não foram informados. Ainda de acordo com a SSP-BA, Guarnições do 11° Grupamento de Bombeiro Militar (GBM/Itaberaba) foram comunicadas da situação da turista e, por saberem do difícil acesso ao local, solicitaram o acionamento do Graer. A turista estava em um vale com mata densa, às margens de um córrego. Através do guincho, um tripulante operacional do Graer foi lançado até o chão. Em seguida a jovem foi estabilizada na prancha e retirada. (Giro).

ALVO DA PF, EMPRESÁRIO FEZ TOUR EM NOVAS INSTALAÇÕES DA XPAND

Alvo da Polícia Federal nesta segunda-feira (9), Ricardo Peixoto, dono da XPand Nutrition, costuma ostentar nas redes sociais. Com textos motivacionais, o empresário divulga seus produtos que, de acordo com a Policia Federal, eram adquiridos de forma clandestina. As fotos mostram também sua lancha, como divulgada pela corporação.

Na sua última publicação, há dois dias, ele mostra um vídeo em que ele fez um tour pela sede da empresa, com três andares. “A XPand Melhorando cada vez mais, aumentando suas instalações. Agora com sala de reuniões sendo montada. Vários setores. Tudo em obra. Salas novas, banheiros sendo feitos”, diz no documentário.

A investigação, que culminou na Operação Hedonikos, começou há cerca de três meses com o objetivo inicial de apurar fraudes cometidas contra a Caixa Econômica Federal (CEF), por causa da abertura de contas bancárias e obtenção de empréstimos fraudulentos por meio de documentos falsos.

De acordo com a PF, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão em Feira de Santana e Salvador; um de prisão preventiva, três de condução coercitiva, além de seis de sequestros de bens e bloqueio de valores em contas bancárias, todos expedidos pela 3ª Vara Federal de Feira de Santana.

 

OPERAÇÃO HEDONIKOS, DA POLÍCIA FEDERAL DESCOBRE FABRICAÇÃO CLANDESTINA DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES

Uma fábrica clandestina de suplementos alimentares distribuídos em vários municípios do Nordeste, foi autuada na manhã desta segunda-feira, 9, na cidade de Feira de Santana, pela Polícia Federal, com o apoio da Vigilância Sanitária e Ambiental do Estado (Divisa). Foi deflagrada a Operação Hedonikos, que visa coibir crimes praticados por um empresário que, entre outros ilícitos, atuava na fabricação clandestina de suplementos alimentares. Durante as investigações descobriu-se também que diversas empresas constituídas pelo investigado com a utilização de “laranjas” atuavam na fabricação e comercialização clandestina de suplementos alimentares, que eram produzidos sem qualquer autorização dos órgãos de vigilância sanitária competentes e distribuídos através de sua rede de lojas em Feira de Santana e Salvador, além das demais lojas do ramo em todo o Nordeste brasileiro.

A investigação começou há cerca de três meses com o objetivo inicial de apurar fraudes cometidas pelo empresário contra a Caixa Econômica Federal, mediante a abertura de contas bancárias e obtenção de empréstimos fraudulentos com a utilização de documentos falsos. Ainda de acordo com a polícia, constatou-se que o empresário obteve a alteração de seu nome em virtude de decisão judicial de reconhecimento de paternidade, e passou a utilizar o seu nome antigo para o cometimento de uma gama variada de fraudes, desde abertura de contas bancárias em instituições financeiras à constituição de empresas, tudo com o nome, CPF e RG já inativos, tendo como consequência a inadimplência perante os bancos e não pagamento de tributos das empresas. A polícia detalha que o débito só com a Caixa Econômica Federal ultrapassa a cifra de seis milhões e meio de reais. A partir desses negócios ilícitos, o empresário conseguiu constituir um patrimônio significativo, com a aquisição de imóveis, veículos de alto padrão e até mesmo uma lancha, os quais não eram declarados às autoridades fazendárias por estarem registrados em seu antigo nome ou em nome de terceiros.

GLAUCOS PEDE A MORO QUE INTIME HOSPITAL A APRESENTAR REGISTROS DE VISITAS DE CONTADOR

Juiz Federal Sergio Moro

A defesa de Glaucos da Costamarques pediu ao juiz federal Sérgio Moro que intime o hospital Sírio Libanês para que entregue registros de visitas do advogado do ex-presidente Lula, Roberto Teixeira, e do contador João Muniz Leite. Primo de José Carlos Bumlai, amigo de Lula, Glaucos é apontado como ‘laranja’ do petista no suposto recebimento de imóveis pela Odebrecht como forma de propinas. Para a força-tarefa da Lava Jato, a Odebrecht custeou a compra do apartamento, em nome de Glaucos da Costamarques, primo do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente. Na mesma ação, ele responde por também ter supostamente recebido da empreiteira terreno onde seria sediado o Instituto Lula, no valor de R$ 12,5 milhões. A denúncia da Procuradoria da República sobre o apartamento 121, no edifício Hill House -vizinho à residência de Lula, em São Bernardo do Campo – ainda aponta que propinas pagas pela Odebrecht, no esquema que seria liderado pelo ex-presidente, chegaram a R$ 75 milhões em oito contratos com a Petrobrás. A Lava Jato afirma que não houve pagamento de aluguel entre fevereiro de 2011 e pelo menos novembro de 2015. Nesta segunda-feira, 25, a defesa do ex-presidente apresentou documentos que contestam a versão dos procuradores. Em petição ao juiz federal Sérgio Moro, a defesa de Glaucos reiterou o que ele já havia dito em seu interrogatório no último dia 6. Ele disse ter sido procurado por José Carlos Bumlai ‘no sentido de adquirir um imóvel em um edifício em São Bernardo do Campo – SP, em seu nome, uma vez que não contava com recursos necessários para fazê-lo pessoalmente’. “Como razão primordial, informou a GLAUCOS que precisava atender a um pedido da Sra. Marisa Letícia Lula da Silva, preocupada com o fato de alguém poder interessar-se pelo imóvel, que era localizado no mesmo andar, e em frente, ao apartamento que servia de residência ao ex-presidente e sua esposa, cuja privacidade poderia ser comprometida”

Informações: Estadão e Política Livre

ÍNDIOS DIZEM QUE ÁREA DA FAZENDA DE GEDDEL É SAGRADA E QUEREM DEMARCAÇÃO

Índios ocuparam fazenda de Geddel Vieira Lima na Bahia – Foto TV Santa Cruz

Os índios pataxó que ocuparam a fazenda atribuída ao ex-ministro Geddel Vieira Lima e ao irmão dele, o deputado Lúcio Vieira Lima, no município de Potiraguá, no sul da Bahia, já estão no local há quatro dias e querem a demarcação das terras, que segundo eles são indígenas. A área tem, ao todo, 643 hectares, o que equivale a 643 campos de futebol. Os indígenas, de várias aldeias da região, dizem que, na fazenda, existem ao menos três cemitérios indígenas e que, por isso, o local é considerado “sagrado”. “Foi uma ocupação pacífica. Nosso objetivo aqui, nesse local, é a nossa terra sagrada”, disse o índio Araruã Pataxó. “Precisamos ocupar aqui, porque é o nosso território”, afirmou outro índio, o Capitlé Pataxó. A Polícia Civil do município, que até então estava à frente das investigações, encaminhou o caso para a Delegacia da Polícia Federal de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado. Isso porque a PF, segundo a Polícia Civil, é o órgão responsável por atuar em situações como essa, que envolvam indígenas.

Apesar da ocupação na fazenda, o clima em Potiraguá é de tranquilidade. Nesta terça, uma equipe da Polícia Militar fez uma ronda na região. “Encontramos um clima de paz, um clima tranquilo. Orientamos os mesmos [os índios], em caso de haver alguma iminência de conflito aqui, a buscar intervenção da Polícia Militar”, destacou o comandante da PM Major Edmário Araújo. Até o último sábado (23), mais de mil cabeças de gado estavam na fazenda, mas, segundo os índios, no domingo (24), funcionários da fazenda levaram os animais. A reportagem da TV Santa Cruz não conseguiu contato com a defesa de Geddel e nem com o deputado Lúcio Vieira Lima nesta terça.

Informações G1 e Giro

A FACE HORRENDA E VITORIOSA DO CRIME QUE COMPENSA. DECADÊNCIA DA CIVILIZAÇÃO?

Recebí, agora a pouco, a assustadora mas imperdível a entrevista com o líder do PCC, Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola , ao jornal O Globo, Estamos todos no inferno. Não há solução, pois não conhecemos nem o problema. Dizem que o texto é uma ficção do jornalista Arnaldo Jabor…

Apesar de já ter lido essa entrevista há algum tempo, considerei oportuno difundir tão importante documento, pois uma vez sendo verdade é a irreversível decadência da sociedade contemporânea. 

O GLOBO: Você é do PCC?

– Mais que isso, eu sou um sinal de novos tempos. Eu era pobre e invisível… vocês nunca me olharam durante décadas… E antigamente era mole resolver o problema da miséria… O diagnóstico era óbvio: migração rural, desnível de renda, poucas favelas, ralas periferias… A solução é que nunca vinha…. Que fizeram? Nada. O governo federal alguma vez alocou uma verba para nós? Nós só aparecíamos nos desabamentos no morro ou nas músicas românticas sobre a “beleza dos morros ao amanhecer”, essas coisas… Agora, estamos ricos com a multinacional do pó. E vocês estão morrendo de medo…. Nós somos o início tardio de vossa consciência social…. Viu? Sou culto… Leio Dante na prisão…

O GLOBO: – Mas… a solução seria…

– Solução?

– Não há mais solução, cara… A própria idéia de “solução” já é um erro. Já olhou o tamanho das 560 favelas do Rio? Já andou de helicóptero por cima da periferia de São Paulo? Solução como? Só viria com muitos bilhões de dólares gastos organizadamente, com um governante de alto nível, uma imensa vontade política, crescimento econômico, revolução na educação, urbanização geral; e tudo teria de ser sob a batuta quase que de uma “tirania esclarecida”, que pulasse por cima da paralisia burocrática secular, que passasse por cima do Legislativo cúmplice (Ou você acha que os 287 sanguessugas vão agir? Se bobear, vão roubar até o PCC…) e do Judiciário, que impede punições. Teria de haver uma reforma radical do processo penal do país, teria de haver comunicação e inteligência entre polícias municipais, estaduais e federais (nós fazemos até conference calls entre presídios…). E tudo isso custaria bilhões de dólares e implicaria numa mudança psicossocial profunda na estrutura política do país. Ou seja: é impossível. Não há solução.

O GLOBO: – Você não tem medo de morrer?

 – Vocês é que têm medo de morrer, eu não. Aliás, aqui na cadeia vocês não podem entrar e me matar… Mas eu posso mandar matar vocês lá fora…. Nós somos homens-bomba. Na favela tem cem mil homens-bomba…. Estamos no centro do Insolúvel, mesmo…. Vocês no bem e eu no mal e, no meio, a fronteira da morte, a única fronteira. Já somos uma outra espécie, já somos outros bichos, diferentes de vocês. A morte para vocês é um drama cristão numa cama, no ataque do coração… A morte para nós é o presunto diário, desovado numa vala… Vocês intelectuais não falavam em luta de classes, em “seja marginal, seja herói”? Pois é: chegamos, somos nós! Ha, ha…. Vocês nunca esperavam esses guerreiros do pó, né? Eu sou inteligente. Eu leio, li 3.000 livros e leio Dante… mas meus soldados todos são estranhas anomalias do desenvolvimento torto desse país. Não há mais proletários, ou infelizes ou explorados. Há uma terceira coisa crescendo aí fora, cultivado na lama, se educando no absoluto analfabetismo, se diplomando nas cadeias, como um monstro Alien escondido nas brechas da cidade. Já surgiu uma nova linguagem. Vocês não ouvem as gravações feitas “com autorização da Justiça”? Pois é. É outra língua. Estamos diante de uma espécie de pós-miséria. Isso. A pós-miséria gera uma nova cultura assassina, ajudada pela tecnologia, satélites, celulares, internet, armas modernas. É a merda com chips, com megabytes. Meus comandados são uma mutação da espécie social, são fungos de um grande erro sujo.

O GLOBO: – O que mudou nas periferias? – Grana. A gente hoje tem. Você acha que quem tem US$40 milhões como o Beira-Mar não manda? Com 40 milhões a prisão é um hotel, um escritório…. Qual a polícia que vai queimar essa mina de ouro, tá ligado? Nós somos uma empresa moderna, rica. Se funcionário vacila, é despedido e jogado no “microondas”… ha, ha… Vocês são o Estado quebrado, dominado por incompetentes. Nós temos métodos ágeis de gestão. Vocês são lentos e burocráticos. Nós lutamos em terreno próprio. Vocês, em terra estranha. Nós não tememos a morte. Vocês morrem de medo. Nós somos bem armados. Vocês vão de três-oitão. Nós estamos no ataque. Vocês, na defesa. Vocês têm mania de humanismo. Nós somos cruéis, sem piedade. Vocês nos transformam em superstars do crime. Nós fazemos vocês de palhaços. Nós somos ajudados pela população das favelas, por medo ou por amor. Vocês são odiados. Vocês são regionais, provincianos. Nossas armas e produto vêm de fora, somos globais. Nós não esquecemos de vocês, são nossos fregueses. Vocês nos esquecem assim que passa o surto de violência.

O GLOBO: – Mas o que devemos fazer?

– Vou dar um toque, mesmo contra mim. Peguem os barões do pó! Tem deputado, senador, tem generais, tem até ex-presidentes do Paraguai nas paradas de cocaína e armas. Mas quem vai fazer isso? O Exército? Com que grana? Não tem dinheiro nem para o rancho dos recrutas… O país está quebrado, sustentando um Estado morto a juros de 20% ao ano.

Recebido em 25/09/17, 16:22

JUSTIÇA ACEITA DENÚNCIA NA OPERAÇÃO ZELOTES, E LULA VIRA RÉU PELA SÉTIMA VEZ

A decisão foi divulgada pelo juiz Vallisney Oliveira, do Distrito Federal nesta terça-feira (19) Ex-presidente é acusado de editar MP para favorecer empresas do setor automotivo em troca de propina; outros 6 também se tornaram réus.

O Instituto Lula diz que a denúncia é “improcedente, injurídica e imoral”.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se tornou réu pela sétima vez nesta terça-feira (19) após a Justiça aceitar a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal na Operação Zelotes.

A decisão foi divulgada pelo juiz Vallisney Oliveira, do Distrito Federal. Além de Lula, outras seis pessoas também viraram réus: Mauro Marcondes, José Ricardo da Silva, Alexandre Paes dos Santos, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, Paulo Arantes Ferraz e Gilberto Carvalho.

A MP 471, assinada em novembro de 2009 por Lula, prorrogou os benefícios fiscais concedidos às montadoras instaladas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. A lei previa que o desconto de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) oferecidos às fabricantes que estavam nessa região se encerraria em 2010. A MP estendeu o benefício fiscal até o fim de 2015.

A compra de medidas provisórias é investigada na Operação Zelotes, que também investiga irregularidades em decisões do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), órgão vinculado ao Ministério da Fazenda que julga processos das empresas envolvendo questões tributárias.

As investigações mostraram que, além de manipular as decisões do Carf, alguns grupos de empresas também compravam medidas provisórias para conseguir incentivos fiscais.

Veja os outros denunciados:

Gilberto Carvalho (ex-ministro e ex-chefe de gabinete de Lula) – corrupção passiva

José Ricardo da Silva – (ex-conselheiro do Conselho Administrativo da Receita Federal) – corrupção ativa

Alexandre Paes dos Santos (lobista) – corrupção ativa

Paulo Arantes Ferraz (empresário da MMC – Mitsubishi) – corrupção ativa

Mauro Marcondes Machado (empresário) – corrupção ativa

Carlos Alberto de Oliveira Andrade (empresário do Grupo Caoa) – corrupção ativa

A denúncia

Segundo a denúncia do MPF, as empresas beneficiadas pela medida provisória pagaram a propina a intermediários, que ficaram encarregados de repassar o dinheiro para os agentes políticos.

Ainda de acordo com o MPF, os participantes do esquema prometeram R$ 6 milhões para Lula e Carvalho. O dinheiro, segundo as investigações, era para custear campanhas eleitorais do PT.

“Diante de tal promessa, os agentes públicos, infringindo dever funcional, favoreceram às montadoras de veículo MMC e Caoa ao editarem, em celeridade e procedimento atípicos, a Medida Provisória n° 471, em 23/11/2009, exatamente nos termos encomendados”, diz um trecho da denúncia.

De acordo com a denúncia, a medida provisória alvo das investigações, editada em 2009, passou por avaliação dos corruptores antes de ser finalizada. Eles chegaram a fazer sugestões de alterações, segundo o MPF.

Fonte: Rede de Notícias, G1, bahia.ba

SEGUNDO O ESTADÃO, DELAÇÃO DE GEDDEL PREOCUPA MAIS A TEMER DO QUE 2ª DENÚNCIA

Aliados do presidente da República avaliam que a situação do ex-ministro é “praticamente incontornável”

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

A eventual colaboração premiada do ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB), tem tirado mais o sono do presidente Michel Temer (PMDB) do que a segunda denúncia feita pela Procuradoria Geral da República (PGR) por obstrução de Justiça e organização criminosa contra ele, segundo o jornal Estado de São Paulo.

De acordo com a publicação, aliados de Temer apostam que a segunda acusação terá um placar mais favorável que a primeira quando chegar ao plenário da Câmara dos Deputados.

O jornalista Claudio Humberto, editor do blog Diário do Poder chegou a postar uma notícia curta afirmando que a segunda denúncia terá menos votos que a primeira. Segundo ele, líderes na Câmara avaliam que a segunda denúncia de Rodrigo Janot contra o presidente Michel Temer, bem mais fraca, será rejeitada com margem maior de votos. É o caso do secretário-geral do PSDB, deputado Silvio Torres (SP), experiente vice-líder do partido, e já no sexto mandato parlamentar. Para Torres, que falou na primeira pessoa, a impressão geral é a que a denuncia foi feita de maneira açodada.

Já em relação a Geddel, a avaliação no Planalto é de que a situação é “praticamente incontornável” depois que a Polícia Federal encontrou R$ 51 milhões em espécie em um apartamento em Salvador, onde foram identificadas as impressões digitais do ex-ministro.

O Planalto avalia que Geddel é temperamental e emotivo e, por isso, não aguentaria muito tempo na prisão. Essas características, disse um auxiliar, podem aumentar ainda mais as chances de o ex-ministro fornecer informações em troca de benefícios.

Apesar disso, o discurso no governo é de que, se Geddel fechar acordo de colaboração premiada, não haverá nada de comprometedor contra o presidente. Ainda assim, a ordem no Planalto tem sido se distanciar ao máximo do ex-ministro. Desde que foram descobertos os R$ 51 milhões, os principais interlocutores do presidente evitam o assunto ou, quando abordados, dizem que ele não tem relação com o Palácio do Planalto.

JAGUAQUARA: MOTORISTA MORRE EM BATIDA QUE ENVOLVEU TRÊS CAMINHÕES NA BR-116

A BR 116 ficou interditada nos dois sentidos durante 3 horas e meia.

Um motorista morreu em uma colisão que envolveu três caminhões em um trecho da BR-116 entre Jaguaquara e Irajuba, no Vale do Jiquiriçá, nesta sexta-feira (15). Segundo o repórter Marcos Frahm, Reinaldo Tigre de Oliveira, de 33 anos, natural de Vitória da Conquista, morreu no local. O acidente ocorreu no km-620, por volta das 15h.

Testemunhas contaram que o caminhão dirigido pela vítima bateu de frente com outro caminhão carregado de tecidos. Uma carreta cegonha [que transporta veículos para venda] saiu da pista após a colisão.

Os ocupantes dos outros veículos atingidos sofreram ferimentos e foram socorridos por prepostos da Via Bahia, concessionária da rodovia. Não há mais informações sobre o estado de saúde deles. Por conta do acidente, o trecho do acidente ficou paralisado por três horas e meia.

Informações: Blog Marcos Frahm