Arquivo para ‘Reportagem’ Categoria

LUTO EM VITÓRIA DA CONQUISTA: MORRE DE INFARTO O EX-DEPUTADO CORIOLANO SALLES

A cidade de Vitória da Conquista está de luto pela morte de um dos políticos mais destacados de sua história. O ex-deputado Coriolano Sales faleceu hoje às 18:20 no hospital SAMUR em Vitória da Conquista, quando foi submetido a uma cirurgia cardíaca e não resistiu à operação.

Coriolano completaria 75 anos de idade no dia 1 de agosto. Cori, como era chamado pelos conquistenses, foi o terceiro deputado de Vitória da Conquista a assumir a Presidência da Assembleia Legislativa da Bahia, em 1989, também foi presidente da Assembleia Constituinte baiana, como deputado, foi considerado pelo jornal Folha de São Paulo como deputado federal nota 10, foi também na sua trajetória exitosa, Presidente do PDT estadual, presidente do PMDB em Vitória da Conquista

Coriolano Sales, nasceu em santa Terezinha-Ba, estudou Direito na Universidade Federal da Bahia, como também na Universidade Federal do Ceará. Advogado do Banco do Nordeste, veio para Vitória da Conquista nos anos 70. Em 1982, com o aval do então líder José Pedral Sampaio, disputou uma vaga para à Assembleia Legislativa da Bahia, e foi eleito por Vitória da Conquista, fato que se repetiu mais duas vezes, em 1994, resolveu se candidatar a deputado federal, sendo eleito três vezes consecutivas. Político determinado, sempre buscou benefícios significativos para Vitória da Conquista. É um dos responsáveis por trazer para a cidade uma sub-seção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), entidade que dirigiu duas vezes, consecutivamente. Participou do Lions, da Maçonaria e foi presidente da Comissão Diocesana de Justiça e Paz da Diocese de Vitória da Conquista, 1981 a 1982.

Como deputado federal, lutou fortemente para a construção do Anel Rodoviário em Conquista, a implantação do curso de medicina na UESB de Conquista, a atração de empresas como o Café Maratá, entre outros empreendimentos, o que possibilitou a expansão ordenada da cidade em quatro regiões.

Cori foi candidato a prefeito de Vitória da Conquista (56.732) pelo PFL, passando a maior parte do tempo em vantagem nas pesquisas eleitorais, tendo sido derrotado pelo prefeito José Raimundo (70.759) que disputava a reeleição, numa espetacular virada no último mês de campanha.

O corpo de Cori será velado na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção de Conquista, na Rua Rotary Clube, a partir das 07h desta terça-feira (22).

O prefeito Herzem Gusmão decretou luto oficial de 3 dias.

REPAGINADO, AMPLIADO E MODERNIZADO, O HOSPITAL PRADO VALADARES SERÁ A MAIOR UNIDADE DE SAÚDE PÚBLICA DO INTERIOR DO ESTADO

O governador Rui Costa estará inaugurando as 9h desta segunda-feira (21), a ampliação do Hospital Geral Prado Valadares que irá transformar a unidade pública de saúde na maior do interior do estado, com a oferta de 276 leitos para pacientes de Jequié e municípios da região. Com essa ampliação, também aumentou a quantidade de salas cirúrgicas, de quatro para seis. Todas as mudanças devem resultar em número de atendimentos duas vezes maior, chegando a uma média de 180 mil pacientes por ano. A nova estrutura e o crescimento da demanda pelos serviços vão exigir a contratação de mais funcionários. O quadro atual será ampliado de 780 (entre efetivos, terceirizados e cargos comissionados), para 1.230.

Além da inauguração da ampliação do Prado Valadares, o governador Rui Costa realiza em Jequié uma série de benefícios para outros 27 municípios. Entre elas 16 ambulâncias para atender as populações de Almadina, Arataca, Barra do Rocha, Brejões, Caetanos, Canavieiras, Coaraci, Gandu, Itaju do Colônia, Itapitanga, Itaquara, Jequié, Manoel Vitorino, Nova Canaã, Planaltino e Ubaitaba.

O novo Hospital Prado Valadares receberá uma ambulância e uma van para transporte de pacientes. Ainda em Jequié, o governador entrega 11 veículos para a Polícia Militar e 19 equipamentos de saúde para 13 municípios, sendo 12 kits odontológicos, 4 aparelhos de raio X, carro de emergência, eletrocardiógrafo e kit sala de estabilização.

Na tarde deste domingo (20), Rui Costa surpreendeu a equipe responsável pelos ajustes finais para a inauguração do  HGPV e, acompanhado do secretário de Saúde, Fábio Vilas Boas e da primeira dama do estado Aline Peixoto, visitou o local transmitindo ao vivo por ele próprio em sua página pessoal no Facebook mostrando durante 33 minutos em uma visita guiada,  detalhes de cada setor, explicando a importância de cada equipamento.

Fonte: Secom

JEQUIÉ: VOLUNTÁRIAS SOCIAIS ARRECADAM R$180 MIL EM SHOW BENEFICENTE

Jequié Fest arrecadou mais de R$ 180 mil com a venda dos ingressos do evento que reuniu Léo Santana, Felipe Araújo e Ranniery Gomes

Um público regional, porque oriundo, não apenas de Jequié, mas, de várias cidades do entorno do município, lotou o Parque de Exposições na noite deste domingo (20), com renda revertida para a finalização das obras do moderno Centro de Equoterapia da região, além de uma nova creche que funcionará em tempo integra.

A primeira edição da Jequié Fest, evento beneficente de iniciativa das Voluntárias Sociais da Bahia, arrecadou mais de R$ 180 mil com a venda dos ingressos do evento que reuniu os cantores Léo Santana, Felipe Araújo e Ranniery Gomes.

O governador Rui Costa parabenizou a iniciativa e mobilização das Voluntárias Sociais. “Elas têm feito um trabalho extraordinário em todo o Estado, mobilizando pessoas, artistas, para causas sociais. Houve o show para o Martagão Gesteira, depois outro para o Hospital Aristides Maltez, e hoje estamos aqui em Jequié para uma festa muito especial, para uma causa nobre, que é a conclusão do Centro de Equoterapia”, afirmou à imprensa, o governador do estado.

A Equoterapia é um método terapêutico que utiliza cavalos para auxiliar na educação e na saúde dos pacientes, buscando melhorias no aspecto físico, psicológico, emocional, cognitivo e biopsicossocial. O novo centro de Jequié será o mais completo de todo o Brasil, com salas de fisioterapia, fonoaudiologia e nutrição, refeitório e centro de banho para os cavalos. Serão atendidas crianças deficientes a partir de dois anos com casos de paralisia cerebral, autismo ou deficiência motora. Ao todo, 27 municípios serão beneficiados com o novo espaço.

O cantor Ranniery Gomes agradeceu por fazer parte de Jequié Fest. ”É um prazer imenso participar dessa festa promovida pelas Voluntárias Sociais. Espero voltar mais vezes, tive uma receptividade incrível do povo de Jequié”, comemorou o cantor.

O governador Rui Costa e a primeira dama Aline Peixoto, muito festejados ao entrar no parque Luiz Braga.

Para o cantor Léo Santana, ”é uma grande satisfação poder fazer parte de um evento que vem ajudar outras pessoas. Agradeço à presidente das Voluntárias, Aline Peixoto, pelo convite, pela parceria. Tô feliz que o público abraçou a ideia e compareceu”.

A nova creche terá funcionamento de tempo integral, das 7h às 18h, e capacidade para atender 100 crianças. A dona de casa Marta Viana acredita que eventos beneficentes como o Jequié Fest ajudam a criar uma sociedade mais solidária. “É uma oportunidade que a gente tem de ajudar a quem mais precisa. As pessoas se divertem vendo esses grandes artistas, mas também entram num clima muito bonito de solidariedade. Está uma festa linda.”

O governador Rui Costa assistiu ao show ao lado da Primeira-dama do Estado e presidente das Voluntárias Sociais, Aline Peixoto.

SOLENIDADE DE ABERTURA DA 39ª EXPO JEQUIÉ

Foto Júnior Mascote

Produtores rurais, representantes da sociedade civil, políticos e militares estiveram ontem na abertura da 39ª Exposição Agropecuária, Comercial e Industrial de Jequié. O evento, cujas  atividade se extenderão até o dia 27 de maio, contou com expressivo público oriundo dos diversos segmentos da sociedade regional, convidados para a cerimônia de abertura no Parque de Exposições Luiz Braga.

Diante da mesa diretora dos trabalhos, composta pelo prefeito e vice-prefeito de Jequié, respectivamente Sergio Suzart Almeida e Hassam Yoursef, este representando também o deputado Antônio Brito, Comandantes do 19º BPM, do 8º GBM, Colégio Militar e da CIPE Central, respectivamente Ten Cel Itamar Gondim, Ten. Cel. Carlos Miguel de Almeida Filho, representado pelo Major Alex Ricardo, Ten Cel José Silvério e o Major Fábio Rodrigo de Melo Oliveira, gerentes do Banco do Brasil e do Banco do Nordeste, além de outras autoridades representadas, o presidente do Sindicato Rural de Jequié, Ivo Silva Santos, Coronel da Reserva Remunerada da Policia Militar do Estado da Bahia, conclamou a todos, indistintamente, “(…) a seu unirem em favor do fortalecimento de eventos como este, que não se caracteriza como um acontecimento ou realização do Sindicato Rural de Jequié, mas, um patrimônio da cidade, da população de Jequié”.

No decorrer da solenidade, vários oradores usaram discorreram sobre a importância da Exposição Agropecuária de Jequié, sua contribuição para os atuais valores do Produto Interno Bruto do estado. O prefeito Sérgio da Gameleira, falou da parceria com o SRJ, além do esforço envidado para cuidar, junto com o Governo do Estado, da infraestrutura do parque, da implantação do espaço que contempla produtos do agronegócio e da agricultura familiar; o deputado estadual Euclides Fernandes; o vice-prefeito Hassan Yoursef, o diretor da ACIJ, Evandro Lopes, o presidente do CDL Antônio Trifino Júnior, estiveram presentes.

O presidente do Sindicato Rural de Jequié Coronel Ivo Silva Santos, considerado um baluarte na realização deste importante evento, que impulsiona a economia jequieense convidou a todos a compartilharem o sonho de transformar o aprazível local em atrativo de lazer, entretenimento e atividades físicas, Consolidando o espaço do Parque de Exposições Luiz Carlos Braga como o ansiado Parque da Cidade de Jequié, principalmente por se tratar de uma área privilegiada dentro da cidade de Jequié, com segurança para as crianças, amplo espaço de estacionamento, possibilidade de implantação de um pesque-pague, quem sabe uma churrascaria, ou várias outras atividades voltadas para o bem estar da população.

Na oportunidade o presidente do Sindicato Rural de Jequié homenageou postumamente o ex-presidente Luiz Braga,  o comerciante Ibrahim Iossef proprietário da Loja Amazonas, o empresário e produtor rural Renato Clicio Maia, além do locutor conquistense Moacir Siqueira, falecido recentemente e que há 51 anos foi a voz dos parques de exposição da maioria dos eventos afins em todo o Nordeste e alguns países do cone sul. Emocionado, o presidente Ivo Silva Santos lembrou das palavras de Moacir na 38ª Expo de Jequié, no ano passado, asseverando que, provavelmente, ele não estaria presente nesta data, na abertura que ora se realiza.

Concomitantemente com a 39ª Expo-Jequié, em 2018 se realiza, também, a 16ª Expo-Nacional que permite aos expositores negociar com produtores de outras regiões do Brasil. Além das negociações comerciais e industriais os participantes terão acesso a comercialização de ovinos, caprinos, equinos, suínos, asininos e muares.

Ex-presidentes

Ex-presidentes do Sindicato Rural de Jequié, Helio Ribeiro e Ewerton Almeida

Dois dos ex-presidentes estiveram presentes à abertura da 39ª Exposição Agropecuária de Jequié, Hélio Ribeiro e Ewerton Almeida. Ambos desempenharam suas funções com destaque e resultados favoráveis, considerando as condições de cada época. O ex-bancário e agropecuarista Helio Ribeiro, por exemplo, foi o responsável pela inclusão da Expo Jequié no calendário nacional. Já Ewerton Almeida, odontólogo, cacauicultor, ex-vereador, ex-deputado estadual, entre outras tantas atividades públicas, que neste evento representou o deputado estadual Sandro Régis, foi presidente do SRJ no final da década de setenta, e, em seguida presidente do Conselho Nacional dos Produtores de Cacau. Foi responsável, juntamente com operosa equipe, pelas mais movimentadas e concorridas Expo Jequié, considerando, inclusive, os fatores econômicos e políticos favoráveis à época, quando o agronegócio era financiado pelo sistema financeiro brasileiro com juros de 7% ao ano e três anos de carência para começar a pagar cada contrato. Claro que tais condições não diminuem o seu enorme senso de organização e empreendedorismo ao tornar inesquecíveis os encontros da comunidade rural de então.  

COM CONVOCAÇÃO INTELIGENTE, JEQUIENSE PRODUZ CLIP PARA A “FESTA DE ARROMBA”

 

Rafael Vieira Júnior, que há tempos saiu de Jequié, mas Jequié nunca saiu do seu coração, pedagogo, poeta, compositor, jinglista, publicitário e pensador, captou o clima de festa dos  7.960 membros  do grupo FALA, JEQUIÉ  juntou fatos e fotos, que são postados em profusão naquela página do Facebook, administrada pela  incansável Duda Tourinho e brindou a todos com o CLIP lindíssimo JEQUIETERNOS, cuja letra inteligente e melodia harmoniosa, não apenas convoca a geração Cotoxós espalhada por toda parte, para convergirem para Jequié na noite do próximo 15  de junho, reviver momentos de felicidade plena com a festa temática dos anos sessenta, no JTC, mas, também, para rever amigos, abraçar antigos colegas, reconciliar-se com algum antigo e superficial desafeto, ouvir e emocionar-se com a música da Jovem Guarda, Bossa Nova, Beatles, intérpretes e remanescentes de bandas regionais como Bossa Seis, Os Extranhos, Capítulo 5º, Quinta Dimensão, Os Ímpares,  numa grande festa animada pelo Embalo 4.

Os organizadores, Adilson Britto, Duda Tourinho e Gilberto Lapa, anunciam que, das duzentas mesas disponibilizadas, ainda têm 16 à venda. Informam também que já concluíram as providências logísticas e de infraestrutura, para assegurar o sucesso do que está sendo considerada a festa de todos os tempos, a festa de arromba!

Reinaldo Pinheiro, convocado para colaborar e ele próprio ex-integrante de Os Extranhos e dos Ímpares, já assegurou a presença dos lendários músicos jequienses Bené Sena, Kleber Roriz, Valfredo Dórea, Humberto Meira, Gilberto Lapa, Aroldo Vieira, Pedrinho Neto, Joezin da Bahia, Carlos Éden, Charles Meira, e quem mais chegar… De Brasília virá o excelente guitarrista Antônio Paulo, com repertório selecionado, numa apresentação primorosa com o instrumento que domina.

Rafael Vieira Júnior

Vale a pena conferir a mensagem enviada pelo criativo Rafael Vieira Júnior, através do facebook, aos jequienses e em especial, aos membros do grupo FALA, JEQUIÉ!

“Amigos e amigas do Grupo Fala Jequié. Aproxima-se o dia da Festa de Arromba e resolvi fazer uma pequena homenagem, editando este vídeo a partir de fotos publicadas aqui no grupo. Gostaria de ter usado todas, mas são muitas. Assim, as demais ficam representadas nas que aparecem no vídeo. Esta música eu fiz para homenagear um outro encontro, mas ela é dedicada a todos os eternos amigos e amigas JEQUIETERNOS”.

JEQUIÉ: UESB INAUGURA CENTRO DE PESQUISAS EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS NO CAMPUS PROFESSOR WILSON ROCHA

SOMOS NÓS OU ELES

OS VERMELHOS ATACAM OS VERDE-AMARELOS

Leiam este texto de Rafael Rosset, publicado no mural de Ana Tabet “Ou nos convencemos de que há uma guerra em curso, ou vamos sucumbir”… compartilhado de Iracema Carneiro

“Um resultado do fatídico desabamento do prédio aqui em São Paulo foi obrigar parte da imprensa a admitir que os tais “movimentos sociais” não são formados por anjos e paladinos da justiça.

“Mas não se pode deslegitimar” ou “não é o caso de criminalizar” foram as desculpas mais lidas após o reconhecimento do fato de que o MTST e seus afiliados são os coronéis da nova “indústria da seca”, rebatizada como comércio de invasões.

Desculpas envergonhadas, tímidas, de quem sabe que está tentando salvar os anéis depois de terem sido perdidos os dedos.

Quem emprega essas desculpas ainda acha, às vezes ingenuamente, às vezes maliciosamente, que tais movimentos são instrumentos na luta por moradia para todos. Só que basta uma passada no próprio site do MTST pra descobrir que esses “movimentos sociais”, na verdade, estão em guerra, e seus filiados não passam de soldados arregimentados, quer eles saibam disso quer não.

Em 2015, durante a movimentação para o impeachment, Lula falava em “exército do Stédile” (que até agora não deu as caras), e o que se vê nesse momento é o nascimento do “exército do Boulos” (Lula, ele próprio, já esteve no papel de general de um exército, o dos metalúrgicos).

Está lá, na parte de “objetivos” do site do MTST, que o que o movimento deseja é a “construção do poder popular”. Além disso, dizem seus líderes que “as formas de atuação do MTST estão centradas na luta direta contra nossos inimigos”, sendo esses “inimigos” “as leis, o governo, a justiça” que refletem os interesses de “patrões, proprietários de terras e banqueiros”.

O MTST NUNCA quis resolver o problema da moradia, assim como o MST nunca quis resolver o problema do latifúndio, ou como a UNE nunca desejou a universalização de um ensino de qualidade, ou como os sindicatos nunca desejaram o pleno emprego, porque o atingimento desses objetivos significaria o fim de suas clientelas. Prova disso é que os desabrigados pelo desabamento recusaram as ofertas da prefeitura para irem a albergues da região, e preferiram permanecer no meio da praça, segundo o Padre Júlio Lancelotti (que certamente deve envergonhar todo católico que se preze), numa “atitude de enfrentamento”.

No albergue as famílias encontrariam, além de abrigo e proteção, chuveiro quente, muda de roupas e 3 refeições diárias. Mas eles preferem permanecer numa ocupação sem água corrente, sem energia elétrica, com toque de recolher e com esgoto correndo livremente pelos corredores.

Ora, não há “inimigos” num regime democrático. Pode haver adversários, pode haver discordâncias, mas “inimigos” só os há numa guerra. “Inimigos” não coexistem, inimigos buscam a destruição um do outro. Sempre que abre a boca pra falar em “democracia”, Guilherme Boulos ressalta que não tem interesse em democracia “política” se não houver democracia “econômica”, ou seja, SOCIALIZAÇÃO.

O movimento não quer a parcela dele no espaço urbano, ele quer a minha e a sua.

Entender isso é fundamental.

Em agosto de 2016, no rescaldo do impeachment, Lindbergh Farias disse na tribuna do Senado que não haveria conciliação.

É verdade. Não pode haver.

Somos nós ou eles.

E é bom lembrar, como mostra a história, que eles estão dispostos a tudo.”

IPIAÚ: SECRETÁRIO MUNICIPAL DA AGRICULTURA, VALNEI PESTANA, PEDE EXONERAÇÃO DO CARGO

Dr. Valnei Pestana

O médico Valnei Luciano Pestana pediu exoneração do cargo de Secretário Municipal da Agricultura e Meio Ambiente em decorrência e ter vinculo de aposentadoria com INSS. O pedido, em caráter irrevogável, foi acatado pela prefeita Maria das Graças que lamentou o afastamento de um dos seus mais atuantes colaboradores, entretanto entendeu a opção do secretário. Se continuasse no cargo Dr. Valnei teria que abdicar da aposentadoria, o que não seria conveniente, pois a função na Prefeitura é temporária.

Tudo indica que o substituto de Valnei, na pasta municipal, seja o engenheiro ambiental Elvidio Antonio, o popular Bino, que é defensor do desenvolvimento sustentável e das praticas agroecológicas.

O Dr. Valnei Pestana revelou que antes de assumir o cargo consultou o INSS sobre tal possibilidade já que tinha outro vinculo publico. Na ocasião lhe disseram que poderia exercer a função na Prefeitura, sem qualquer problema, entretanto agora alegaram a incompatibilidade o obrigando à renuncia de uma função que vinha exercendo com muita competência e poderia resultar em grandes benefícios para o município, sobretudo no que se refere à agricultura familiar e ao projeto de tornar Ipiaú sede de um forte polo chocolateiro regional.

Muito emocionado, o médico-secretário-produtor rural, lamentou a súbita interrupção, mas disse que continuará colaborando no quer for possível para que a gestão municipal continue no rumo certo, fazendo Ipiaú voltar a crescer.

A respeito da prefeita Maria das Graças ele disse tratar-se de uma pessoa extremamente honesta com o uso dos recursos públicos e que tem um grande amor pela comunidade local. “Não conheço nada que desabone a conduta de Maria e asseguro ela vem realizando um trabalho muito importante em favor de Ipiaú”, ressaltou o ex-secretário.

Cogitava-se nos bastidores da política ipiaúense que Valnei Pestana poderia ser um virtual substituto de Maria na administração municipal, entretanto ele descarta tal possibilidade e disse que nunca pensou nisso e que não tem mais pretensões por cargos públicos. “Daqui pra frente voltarei a me dedicar com mais intensidade ao exercício da medicina e dos meus empreendimentos particulares”, concluiu.

(Com informações do Giro em Ipiaú/José Américo Castro).

DESAPARECIDO, TUZÉ DE ABREU FOI ENCONTRADO VIVO, DORMINDO, NO ESTACIONAMENTO DO IML, ONDE TRABALHA

Artista foi encontrado em carro no estacionamento do Instituto Médico Legal

Desaparecido desde a manhã de segunda-feira (30), o músico e compositor baiano Tuzé de Abreu, 70 anos, foi encontrado vivo dormindo no estacionamento do Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IML).

Segundo familiares, o artista saiu de casa dirigindo um carro modelo Gol branco (placa PKQ-9482) e, desde então, não tinha dado notícias. Preocupada, a família do artista procurou por ele em hospitais e locais públicos e chegou a registrar queixa na Delegacia de Proteção à Pessoa (DPP) na manhã desta terça-feira (1º).

“Acabamos de confirmar que ele está no Nina Rodrigues, onde trabalha. Estamos indo encontrar ele”, disse a filha dele, Rosa Abreu. Segundo familiares, Tuzé dormiu no estacionamento e está sendo atendido por médicos, mas está bem.

Rosa contou que “Ele saiu pela manhã por volta das 6h da manhã. Minha mãe achava que ele poderia ter ido até a escola de Música da Universidade Federal da Bahia (Ufba), mas não conseguimos confirmar a informação. Ele saiu de casa sem celular e buscamos em todos os lugares. Como esse comportamento não é do perfil dele, pedimos que quem tivesse alguma notícia dele entrasse em contato conosco”, completou.

Cantor, compositor e instrumentista, Alberto José Simões de Abreu – o Tuzé de Abreu – é músico e médico por formação acadêmica. Atualmente, é flautista da Orquestra Sinfônica da Ufba e já tocou e teve composições gravadas por nomes renomados, como Doces Bárbaros, João Donato, Walter Smetak, Moraes Moreira, Luís Melodia, Cauby Peixoto, Chico Buarque, entre outros. Além disso, é amigo próximo de Caetano Veloso e Gilberto Gil. Participa ativamente tanto da música popular quanto da música erudita instrumental e da vertente experimental.

Em um blog, Tuzé escreveu sobre a relação com os grupo Novos Baianos: “Tive muitas aventuras com os Novos Baianos. Não lembro se primeiro conheci Morais e Galvão (meus rivais nos festivais de música da época, como Gereba, Patinhas/João Santana, Antônio Carlos e Jocafi, Rosa Passos, Walter Queiroz, Márcio Bartillotti, Antônio Carlos Sena e tantos outros) ou Paulinho Boca, que era o cantor da orquestra onde eu tocava. Lembro que apresentei Paulo a Morais e Galvão numa casa onde morei – e onde veio parar Bernadete, futura Baby Consuelo (mais tarde Baby do Brasil), no esplendor dos 17 anos. Foi a primeira casa que ela conheceu na Bahia. No primeiro show maior feito por eles, “O desembarque dos bichos após o dilúvio”, no teatro Vila Velha, eu participava cantando Meteorango Kid. Era muito bom cantar acompanhado por Pepeu e Jorginho Gomes. Não lembro se Didi já estava. Este show era muito original. Nós cantávamos muitas vezes mascarados. Eu fazia um certo charme. Dizia que tocassem a introdução que eu entraria. Mas nem sempre dava para chegar no início do show: às vezes, combinado com Olga Maimone, atriz que morava no teatro, eu chegava pela porta dos fundos, que dava para a rua da Gamboa, botava uma das muitas máscaras que eles tinham à disposição e entrava quando estavam tocando a introdução de Meteorango. E saía logo depois de acabar a música, pela mesma porta”.

Tuzé de Abreu é médico do Instituto Médico Legal Nina Rodrigues, mas, é como músico que a Bahia o conhece e admira. Os baianos torcem para que ele logo se recupere e fique tudo bem.

MST OCUPA FAZENDA DE GEDDEL NO SUDOESTE DA BAHIA

Cerca de 30 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocuparam uma fazenda da família do ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) em Macarani, no Sudoeste da Bahia. 

Família do ex-ministro, preso na Papuda, possui 12 fazendas na região, avaliadas em cerca de R$ 65 milhões. Segundo a polícia, eles não deram motivos para a ocupação, que ocorreu de forma pacífica. O sem-terras entraram na fazenda às 6h deste domingo (29) e mandaram os funcionários saírem do local. “Fomos até lá e não há dano algum, apenas a ocupação. Já foi registrada a queixa na delegacia e a família vai tentar nos próximos dias a reintegração de posse da fazenda”, declarou o delegado Antônio Roberto Júnior, que atua em Itapetinga e tem jurisdição sobre Macarani.

 

Essa mesma fazenda, cujo tamanho a polícia não soube informar, foi onde ocorreu no final do ano passado o furto de 25 cabeças de gado – em meio à onda de ocupações que aconteceram em outras propriedades, na região de Macarani e da cidade vizinha, Maiquinique. O advogado Franklin Ferraz, que atua na defesa dos interesses da família Vieira Lima na região, não foi localizado para comentar o caso. A imprensa tentou contato ainda com a coordenação estadual do MST na Bahia, mas as chamadas aos celulares não foram atendidas. Essa já é a terceira vez que as propriedades da família de Vieira Lima são alvo de ocupações no Sudoeste da Bahia. No Natal de 2017, a fazenda Esmeralda, de 643 hectares, em Itapetinga, foi ocupada por cerca de 30 índios da etnia Pataxó Hã Hã Hãe. A ocupação, encerrada após negociação com a Polícia Militar, durou dois dias.

A fazenda Esmeralda ficou ocupada por 14 dias entre o final de setembro e início de outubro de 2017 também por índios, que alegam a terra é de habitação tradicional indígena, o que já foi negado pela Fundação Nacional do Índio (Funai).  Na época, uma semana após a ocupação na Esmeralda, índios e grupos ainda não identificados causaram pânico na zona rural de Itapetinga, Potiraguá, Itarantim, Pau Brasil e Itaju do Colônia, com a ocupação de 25 fazendas.

Latifundiários

No Sudoeste da Bahia, há 12 fazendas da família Vieira Lima que somam mais de 9 mil hectares e estão avaliadas em cerca de R$ 65 milhões. Ex-ministro da Secretaria de Governo e Integração Nacional, Geddel está preso preventivamente desde o dia 8 de setembro no presídio da Papuda, em Brasília. A prisão ocorreu depois de a Polícia Federal encontrar digitais do político em cédulas de dinheiro localizado em um apartamento ligado a ele em Salvador, onde malas guardavam mais de R$ 51 milhões. Por causa disso, em 4 de dezembro de 2017 a Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF) Geddel e o irmão dele, o deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB), pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Geddel é suspeito de desviar dinheiro da Caixa Econômica Federal na época em que foi vice-presidente de pessoa jurídica do banco, entre 2011 e 2013. A defesa dele nega que houve desvio de dinheiro público. Também foram denunciados pelos mesmos crimes a mãe de Geddel e Lúcio, Marluce Vieira Lima, o ex-assessores do deputado, Job Brandão, o ex-diretor da Defesa Civil da capital baiana Gustavo Ferraz e o empresário Luiz Fernando Costa Filho.

O julgamento do habeas corpus pedido pela defesa de Geddel Vieira Lima será julgado no próximo dia 8 pela segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF). (Informações: Correio da Bahia).