Arquivo para ‘Poder’ Categoria

OPOSIÇÃO ESTUDA AÇÃO DE IMPROBIDADE CONTRA GOVERNO POR PATROCÍNIO A EVENTO PRIVADO NO VALOR DE R$700 MIL

A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, analisa dar entrada em uma ação de improbidade administrativa contra o governador Rui Costa (PT) por patrocinar evento privado, com dispensa de licitação, no valor de R$700 mil. O governo do estado, através da Superintendência de Fomento do Turismo do Estado (Bahiatursa), determinou a cota de patrocínio para a realização da turnê de Paul McCartney, que acontece hoje (20/10), na Arena Fonte Nova, com ingressos nos valores de R$ 95 a R$750. O contrato do govern com a Time for Fun Mídia foi publicado com assinatura, na data de ontem 19/10/17, com vigência de 90 dias.

“É um absurdo que em um estado com tantas necessidades, inclusive com um Hospital em Itaparica, hoje, fechado por falta de pagamento dos salários aos médicos, o governo faça um contrato sem licitação no valor de R$700 mil, em apoio a um evento privado.Estamos investigando e analisando a possibilidade de entrarmos com uma ação, já que se trata de um claro desvio de prioridades no uso do dinheiro público”, afirmou o líder da Bancada, deputado Leur Lomanto Jr (PMDB).

CORONEL VIAJA NESTA QUINTA E PASSA PRESIDÊNCIA DA ASSEMBLEIA A LUIS AUGUSTO

Presidente da Assembleia, deputado Angelo Coronel – Foto Alba – Divulgação

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Angelo Coronel (PSD), viaja nesta quinta-feira, cumprindo roteiro que passa, inclusive, por visita à China. Como ele ficará fora até o dia 12 de novembro, embora a viagem tenha caráter particular, Coronel passará o comando do Legislativo baiano ao primeiro-vice, o deputado estadual Luis Augusto, do PP, que presidirá o Poder por 25 dias.

IBIRATAIA: MORRE EM SALVADOR JULIO LEAL, ESPOSO DA PREFEITA DE IBIRATAIA E EX-GESTOR DO MUNICÍPIO

Júlio ao lado da esposa e prefeita de Ibirataia, Ana Cléia Leal.

Faleceu por volta das 22h no Hospital do Subúrbio em Salvador, o ibirataense Julio Cesar Santos Leal, ex-prefeito de Ibirataia e esposo da prefeita atual Ana Cleia Leal. A morte foi confirmada à imprensa por familiares e amigos. Julio Leal estava internado no Hospital Geral Prado Valadares e foi transferido na tarde desta quinta-feira (12) por uma UTI aérea para o Hospital do Subúrbio em Salvador.

Julio sofreu um grave acidente na tarde desta quarta-feira (11), na rodovia BA-120, entre o distrito de Algodão e Ibirataia. Atualmente Júlio exercia o cargo de secretário de administração do município. Foi prefeito de Ibirataia entre os anos 2001 e 2004, e nas eleições de 2016 conseguiu eleger sua esposa, Ana Cléia, prefeita.  No acidente, que ocorreu em local próximo a antiga Serraria Sempre Viva, o ibirataense sofreu corte e pancada na cabeça, fratura do fêmur, costelas, perna e escoriações pelo corpo. Julio Leal foi transferido e segundo informações o estado de Saúde dele era considerado instável, gravíssimo e não resistiu.

A comunidade ibirataiense lamenta a perda de um dos líderes políticos de maior influência na história do município. Nesta sexta-feira a família deve informar detalhes sobre o velório e sepultamento de Júlio Leal. 

Informações: Giro em Ipiaú

REPROVADA, AUTORA DO IMPEACHMENT VÊ PERSEGUIÇÃO NA USP

Janaína Paschoal

Reprovada no concurso para professora titular da Universidade de São Paulo (USP), uma das autoras do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, Janaina Paschoal, vê “perseguição” no processo. Ela leciona na Faculdade de Direito desde 2003 e concorreu com três colegas a duas vagas de titularidade– último degrau da carreira acadêmica – e ficou em quarto lugar. Janaina entrou com recurso no qual pede a anulação da disputa e diz que o primeiro colocado apresentou um trabalho sem originalidade, um requisito para a aprovação. “Não tenho como negar a perseguição, não é só política. É maior do que isso, é de valores mesmo”, afirmou Janaina. “Eu já sabia que não teria a menor chance de ganhar pelas questões políticas, eu já esperava ser reprovada. Eles me veem como uma conservadora”, disse a docente. A direção da faculdade, no entanto, negou quaisquer irregularidades no concurso. O resultado da disputa saiu em setembro e a professora, à época, disse em sua conta no Twitter que “ganhou em último”. Janaina recebeu as notas mais baixas dentre os professores avaliados, entre 3,5 e 6 – de dez pontos possíveis. No microblog, ela afirmou que não iria recorrer, mas, depois de receber ligações de antigos professores da instituição alertando, segundo ela, para a estranheza das notas tão baixas, procurou se “informar mais”. Janaina apresentou uma petição ao diretor da faculdade, José Rogério Cruz e Tucci, para que ele analisasse o que ela chamou de “inverdades”. A professora alegou que tem 28 livros publicados e que a banca examinadora – formada por cinco professores – não reconheceu sua produção. A professora também recebeu notas menores às dos outros concorrentes quanto à prestação de serviços à comunidade. “Fui presidente do Conselho de Entorpecentes de São Paulo, estou na segunda gestão como membro do Conselho Seccional da OAB-SP, tudo de graça. Dá um Google no meu nome, vê o tanto de entrevista que dei sobre assuntos de interesse à comunidade. Como podem afirmar que não presto serviços? ” Na petição, Janaina solicitou que as “inverdades” nos pareceres da banca fossem corrigidas, a instauração de uma comissão isenta para apurar as irregularidades que apontou e ainda requereu falar à Congregação – órgão colegiado que homologa concursos. Após o pedido ser indeferido, ela apresentou um recurso na quinta-feira passada – dessa vez, pedindo a anulação do concurso. Se não for aceito, disse que vai judicializar.

Informações: jornal O Estado de São Paulo

CORONEL: “SE O DESTINO CONSPIRAR A FAVOR, ESTAREI À DISPOSIÇÃO”

Eleito presidente da Assembleia Legislativa da Bahia com o apoio do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), via articulação do seu vice, Bruno Reis (PMDB), o deputado estadual Ângelo Coronel (PSD) tenta se viabilizar como um dos integrantes da chapa à reeleição do governador Rui Costa (PT) em 2018.

Se antes o discurso era inflamado contra o Palácio de Ondina, agora a sua presença nos eventos oficiais do Estado é cada vez mais frequente.

Nesta segunda-feira (9), em Itabuna, durante a cerimônia de assinatura do contrato para duplicação da BR- 415, o parlamentar foi interpelado pelo site bahia.ba sobre a possibilidade de compor a majoritária ao lado do petista. Novamente, ele não refutou a hipótese, a qual atribuiu ao acaso.

“Eu sou uma pessoa de partido. Se o partido achar, lá na frente, que o nome de Ângelo Coronel dá para compor alguma vaga na majoritária, estarei à disposição. E, caso não venha a acontecer, também ficarei junto com o senador Otto Alencar, apoiando qualquer nome dentro do nosso partido. Agora, é evidente que o nosso partido é grande, um partido forte na Bahia, e que acredito que nenhum candidato vai deixar de querer um membro do nosso partido compondo a chapa majoritária, mas vamos esperar. Está muito longe ainda e isso é conspiração do destino. Se o destino conspirar a favor da gente, o meu nome estará à disposição. Se conspirar negativamente, estarei à disposição do mesmo jeito”, prometeu.

Uma das atitudes recentes de Coronel, de entregar uma sala da AL-BA à então desabrigada União dos Vereadores da Bahia (UVB), para ele não foi uma forma de fortalecer o seu nome nas bases, mas um gesto de “compaixão”. “Eu sou uma pessoa que tenho um coração. Os vereadores estavam meio largados, meio abandonados. […] O vereador não pode servir somente na hora da eleição”, analisou.

O deputado garante que não será postulante ao parlamento e, portanto, não disputará a renovação do comando da AL-BA em 2019. Ou seja, só vai botar o nome na urna para vice-governador ou senador, postos ocupados nos últimos oito anos pelo seu principal líder e presidente estadual do PSD, o senador Otto Alencar.

Fonte: www.bahia.ba.com.br

MORRE EM SALVADOR DONA ARLETE MARON MAGALHÃES, VIÚVA DO EX-SENADOR ACM

Dona Arlete Maron Magalhães

Depois de ter sofrido um derrame hemorrágico, Dona Arlete  estava em coma, internada no Hospital Cardio-Pulmonar, na Avenida Garibaldi, em Salvador, onde veio a falecer agora há pouco, neste sábado (7), aos 86 anos, a viúva do ex-deputado, ex-prefeito de Salvador, ex-governador e ex-senador, Antônio Carlos Magalhães.

ACM noivo de D. Arlete. Foto: via jornalista Zé Américo Castro (acervo da família).

 

Dona Arlete Maron Magalhães teve quatro filhos com Antônio Carlos Magalhães: Antônio Carlos, Teresa, Ana Lúcia (falecida) e Luiz Eduardo (falecido). É avó do atual prefeito de Salvador, ACM Neto. Itabunense de família libanesa, sempre foi muito discreta, silenciosamente poderosa,  católica fervorosa e dedicada à família. Dizia que seu maior arrependimento era não ter desenvolvido uma atividade profissional, no entanto a sua dedicação às causas sociais, principalmente ligadas a igreja católica, sempre preencheram a sua vida. Gentil e atenciosa, dona Arlete deixa um legado de fidelidade aos amigos e muita tolerância com todos. 

Ainda não há informações sobre local e horário do sepultamento.

COM ATRAÇÃO DA UNIÃO DE VEREADORES DA BAHIA, ÂNGELO CORONEL FORTALECE SEU NOME

Desde que articulou sem a ajuda do Palácio de Ondina a candidatura à presidência da Assembleia Legislativa, o deputado Ângelo Coronel (PSD) vem demonstrando que é do tipo que “não dá ponto sem nó”.

O pessedista, que ora é aliado do governador Rui Costa, ora se coloca como independente e não muito raro é visto como oposição, com tendência numa remota hipótese apoiar ACM Neto (DEM) para o governo em 2018, conseguiu com a cessão de três salas na Assembleia Legislativa para abrigar a União dos Vereadores da Bahia (UVB) atrair para si a atenção dos quase cinco mil vereadores espalhados pelo Estado.

Em conversa com o site Bocão News, Coronel reconheceu que a atração da UVB foi uma jogada de mestre. “Sem dúvidas que faz com que o nome Coronel interiorize mais”. Mas não descartou o discurso de valorização do legislativo, além de ter negado que poderá com isso vitaminar o quociente eleitoral do filho, Diego Coronel, que vai disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. “Nada a ver com Diego esse fortalecimento da UVB. O foco é valorizar o parlamento em todos os níveis (municipal/estadual/federal)”.

Informações: Bocão News

MPF NA BAHIA TEM NOVO CHEFE

Foto divulgação MPF

O procurador da República Fábio Conrado Loula assumiu nesta terça-feira (2) a chefia do Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA), para o biênio 20170-2019. A procuradora da República Vanessa Cristina Gomes Previtera Vicente é a substituta.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, deu posse aos procuradores-chefes e aos procuradores regionais eleitorais de todas as unidades do MPF, nesta segunda (1º), na sede da PGR, em Brasília.

Na Bahia, a mudança da chefia e na área eleitoral do estado será marcada por uma solenidade realizada na sede do MPF em Salvador, em 19 de outubro.

COMUNIDADE UNEB VAI ÁS URNAS NESTA TERÇA (3)

A comunidade da UNEB, vota para Reitoria e Vice-Reitoria nesta terça (3 para o processo de votação da eleição direta –  Quadriênio 2018-2021.

A Assessoria de Comunicação do órgão distribuiu nota com informações elucidativas, confira:

Quem pode votar?

I – Docentes e técnicos administrativos do quadro permanente;

II – Discentes de graduação, pós-graduação e programas especiais, regularmente matriculados,

III – Docentes e técnicos administrativos contratados pelo Regime Especial de Direito Administrativo (REDA);

IV – os ocupantes de cargos de provimento temporário, ingressos na Universidade há mais de 04 (quatro) anos ininterruptos.

Os votos têm o peso de 1/3 para cada segmento, garantindo, assim, o voto paritário.

Observação: São impedidos de votar os docentes e técnicos administrativos em gozo de licença para interesse particular e à disposição de outro órgão.

Veja listas de técnicos administrativos, docentes e estudantes aptos para votar

Como faço para votar?

Para participar, basta que o votante se dirija a mesa receptora referente ao seu setor ou departamento, entre 8h e 21h, ou de acordo com o horário de funcionamento das unidades administrativas e dos polos Parfor e EaD.

Por ordem de chegada, o votante se identificará, mediante a apresentação de um documento de identificação com foto (RG, CNH, carteira de registro profissional ou carteira de trabalho) ao presidente da mesa receptora.

Há ainda a necessidade de assinar, em seguida, a lista de votantes correspondente ao seu segmento ou representação.

Observação: Em função do calendário das matrículas, os discentes dos programas especiais só poderão votar nos municípios onde funcionam os programas, ou seja, para esse eleitorado em específico, não haverá voto em separado (voto em trânsito).

Veja listas de mesas receptoras da capital e do interior do estado

Está fora da sua sede?

Caso o eleitor não esteja no seu local de votação, poderá votar em separado (voto em trânsito) em qualquer departamento ou órgão da universidade onde tenha mesa receptora.

Neste caso, além do documento com foto, o eleitor deverá apresentar comprovante de vínculo com a Universidade, tais como: comprovante de matrícula (no semestre 2017.2) para estudante e contracheque recente (do mês de setembro) para docentes e funcionários.

Ainda não possui matrícula?

Os eleitores que ainda não possuem matrícula devem apresentar um documento oficial e original (termo de posse, termo de assunção), que comprove seu vínculo com a Instituição.

Quando irá iniciar a apuração?

De acordo com informes divulgados pela Comissão Eleitoral, a apuração terá início a partir de 21h, para todos os locais de votação.

Veja resolução que aprova norma regulamentar para a eleição direta dos cargos de Reitor e Vice-Reitor (Resolução Consu nº 888/2012)

Mais informações no site www.portal.uneb.br. ou consultar Assessoria de Comunicação (Ascom) da UNEB – Tel.: (71) 3117-2245

JORGE PORTUGAL DEIXA SECULT ALEGANDO QUE NÃO SABE FAZER GESTÃO

foto Lucas Rosario

O professor Jorge Portugal deixa o comando da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult) na tarde desta segunda-feira (2) e em seu discurso de despedida do ele admitiu, em tom de brincadeira, que não possuía todas as características necessárias para assumir o cargo. “A coisa que eu menos sei fazer é gestão”, declarou pouco antes da posse da sua sucessora, Arany Santana. Portugal acrescentou ainda que o governador Rui Costa foi maluco em ter feito o convite para ele. Em um breve balanço do seu período como secretário, Portugal avaliou seu trabalho como satisfatório, destacando que deu “alguns pontapés iniciais”. Ele citou projetos realizados pela sua gestão, como o Concha Negra, e lembrou que foi o primeiro negro a assumir o comando da Secult em mais de 400 anos. Por outro lado, ele ressaltou que “não deu pra fazer tudo que eu tencionava fazer”.

Nos bastidores da política corre rumores de que o secretário demissionário não teve condições foi de gerir as demandas advindas do deputado Rosemberg Pinto, o todo-poderoso da pasta. Outros comentários dão conta de que Portugal ainda foi muito elegante ao aceitar sair com o estigma de mau gestor. Aliás, por falar em cultura, convoquemos Shakespeare: “Há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia”. Pode-se aplicar, secretário?